emissão em direto

próximo programa

Ver programação completa

Aglomeração no sábado de manhã no Centro de Vacinação das Caldas

Um aglomerado de pessoas à espera de serem vacinadas contra a Covid-19 concentrou-se à entrada do Centro de Vacinação das Caldas da Rainha, no Pavilhão da Mata, na manhã do passado sábado, com diversos utentes a terem de esperar mais de hora e meia pela sua vez, em relação à hora marcada, e outros a terem de voltar à tarde, com novo reagendamento do horário de inoculação.

A falta de capacidade de resposta devido ao agendamento efetuado, que não é a primeira vez que se verifica neste Centro de Vacinação, teve como consequência o ajuntamento de pessoas, quer no exterior quer no interior do pavilhão, levando quem assistiu ao cenário a questionar o cumprimento das distâncias de segurança. A concentração apenas ficou desanuviada quando foi sugerido aos utentes das Caldas da Rainha com marcação desde as 11h30 e que ainda não tinham sido atendidos uma hora depois, para irem almoçar e voltarem entre as 16h e as 17h, permanecendo os utentes oriundos de Óbidos. Contatada pela agência Lusa, fonte da task force de vacinação, citando informações da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT), confirmou a “lentidão” que se registou no Centro de Vacinação das Caldas da Rainha, indicando que “resultou do facto de vários utentes terem chegado antes da hora marcada”. Os atrasos também ocorreram “por terem aparecido pessoas com mais de 70 anos, sem marcação, julgando que já estaria a funcionar naquele Centro o projeto Casa Aberta”, referiu a ARSLVT. “Refira-se, no entanto, que foi dada orientação para que fossem vacinadas as pessoas que se deslocaram ao Centro no âmbito desta medida”, acrescentou.

Últimas Notícias

Equipa do Acrotramp vence Scalabis Cup

Decorreu nos dias 8, 9 e 10 de julho, a Scalabis Cup, competição Internacional de ginástica, no Pavilhão Desportivo Municipal de Santarém, reunindo cerca de 500 ginastas em representação de vários países. O Acrotramp Clube de Caldas esteve representado nesta competição com seis ginastas seniores de 1ª divisão e elite (três em duplo minitrampolim e três em tumbling).

Caldas da Rainha esteve em alerta mas DGS corrigiu números

A Direção-Geral da Saúde procedeu na passada segunda-feira a uma correção da incidência cumulativa a 14 dias por 100 mil habitantes nas Caldas da Rainha, para o período de 24 de junho a 7 de julho, o que retirou o concelho do estado de alerta em que havia sido colocado indevidamente por resolução do Conselho de Ministros na quinta-feira anterior.