emissão em direto

próximo programa

Ver programação completa

Caldas Rugby Clube lidera campeonato nacional

Na 5ª jornada do campeonato nacional 1 – Fase Apuramento Zona Sul – o CR Setúbal recebeu o Caldas RC, com a vitória dos caldenses no relvado do Complexo Municipal de Atletismo de Vale da Rosa a deixar o clube invicto na liderança ao final da primeira volta. O Caldas RC apresentou-se, face aos encontros […]

Na 5ª jornada do campeonato nacional 1 – Fase Apuramento Zona Sul – o CR Setúbal recebeu o Caldas RC, com a vitória dos caldenses no relvado do Complexo Municipal de Atletismo de Vale da Rosa a deixar o clube invicto na liderança ao final da primeira volta.

O Caldas RC apresentou-se, face aos encontros anteriores e fruto de indisponibilidade física de alguns dos seus titulares, com um novo par de médios, Jonathan Nolan e Manu Carriço.

Entraram muito fortes os pelicanos, conquistando aos 5 minutos uma penalidade, convertida por Pancho Loza, que abriu o marcador.

Aos 9 minutos, e após mais uma conquista soberana no alinhamento, já nos 22 metros, o asa Gonçalo Sampaio ganhou a linha de vantagem e a oval, jogada a toda a largura das linhas atrasadas do Caldas, chegou ao ponta André Filipe, que concretizou o ensaio. Pancho Loza não conseguiu transformar, com o resultado em 0-8.

Aos 17 minutos o Setúbal chegou ao ensaio, com perfuração a partir dos seus centros, que iludiram a placagem dos caldenses e a oval a chegar ao pilar Edir que fez o toque de meta. Juan Triviño transformou com êxito e colocou o marcador em 7-8.

Voltou o Caldas a impor o seu jogo, com toque de meta por André Filipe, estavam decorridos 23 minutos. Pancho Loza, num pontapé difícil, não teve êxito. Resultado em 7-13.

Quando se esperava o continuar do ascendente pelicano, a saída por lesão do pilar internacional Giorgi Turabelidze perturbou a organização da equipa, e o Setúbal equilibrou o encontro.

No final da primeira parte o Setúbal colocou-se nos últimos 5 metros do Caldas, que defendia com competência. Na bola de jogo, e após várias fases de avançados a jogarem a vantagem, o Setúbal conseguiu abrir a última linha defensiva e chegar ao ensaio pelo centro Pablo Gonzalez, transformado por Juan Triviño. Resultado em 14-13.

Aos 42 minutos o Caldas chegou ao ensaio. A oportunidade surgiu para o 2ª linha e capitão caldense Ricardo Marques, que concretizou entre os postes. Pancho Loza não teve dificuldades em transformar e o placard passou para 14-20.

Aos 45 minutos o asa setubalense David Gracioso foi castigado com amarelo e aproveitou o Caldas a vantagem numérica. Após várias penalidades jogadas nos 5 metros com “mellée”, sucessivamente travadas em falta, o ensaio de penalidade foi atribuído, aos 50 minutos. Resultado em 14-27.

Aos 58 minutos, e após conquista na “mellée” introdução do Setúbal, o Caldas voltou a colocar o jogo nos 22 metros do Setúbal. Uma penalidade tentada aos postes foi bem transformada por Pancho Loza. Resultado em 14-30.

Aos 62 minutos, na sequência de um pontapé tático sobre os 5 metros caldenses, a oval foi aproveitada pelo centro Juan Triviño para chegar ao toque de meta. O mesmo Juan Triviño falhou a transformação e marcador ficou em 19-30.

Por amarelo por placagem ao 2ª linha Bruno Martins, o Caldas ficou reduzido aos 64 minutos, mas cinco minutos depois David “Foto” Esteves chegou ao ensaio, à ponta. Pancho Loza não conseguiu converter o pontapé, difícil, e o placard em 19-35.

Num final eletrizante, o Setúbal não desistiu de procurar reduzir, e, aos 72 minutos um pontapé defensivo ainda no seu meio-campo, longo para trás da linha Pelicana, bem perseguido pelo pilar suplente Thiago Santos que, com alguma felicidade, deslizou no terreno para o toque de meta, bem convertido por Juan Triviño. Marcador em 26-35.

Respondeu o Caldas, refrescando a primeira linha e substituindo o já tocado “arrier”, e numa iniciativa de classe do médio-formação Jonathan Nolan a lançar o Capitão Caldense Ricardo Marques que rompeu linhas e correu rumo ao ensaio, placado em falta grosseira, pelo defesa Bruno Pacheco que viu o cartão vermelho, aos 75 minutos.

Logo de seguida, aos 77 minutos, mais uma conquista em alinhamento, moule dinâmico e oval libertada para o talonador David “Foto” Esteves que marcou, à ponta, o seu 2º ensaio do dia. Carlos Prieto não conseguiu transformar um pontapé difícil.

Até final o jogo prosseguiu sempre no meio campo da casa, mas ambas as equipas diminuíram a sua intensidade, ficando o resultado em 26-40. Vitória indiscutível do Caldas RC. O troféu de MVP da partida foi atribuído ao asa Gonçalo Sampaio.

No próximo sábado o Caldas RC desloca-se ao Porto para defrontar o SC Porto, na 3ª eliminatória da Taça de Portugal. O Caldas RC alinhou com Agustin Capoccetti, André Filipe, Bruno Martins, Carlos Prieto, Cristiano Manuel, Cristóvão Monteiro, David Esteves, Diogo Vasconcelos, Dorin Plameadala, Filipe Nobre, Francisco Loza, Giorgi Turabelidze, Gonçalo Sampaio, Gonçalo Silva, Jonathan Nolan, José Contreras, Lasha Bzhalava, Luis Gaspar, Manuel Carriço, Ricardo Correia, Ricardo Marques, Rui Santos e Tomas Melo; Treinador: Patrício Lamboglia; Diretor de Equipa: António Ferreira Marques; Fisioterapeuta: José M. Monteiro (Physioclem)

Últimas Notícias

Gaeiras reúne 100 artistas e cerca de 2000 presépios

De 8 a 26 de dezembro vai decorrer no Convento de São Miguel, nas Gaeiras, a 14ª Grande Exposição de Presépios. Durante estes dias, entre as 14 e as 18 horas, poderão ser vistas as obras de 100 artistas e apreciados cerca de dois mil presépios. A diversidade dos materiais, como o barro, a casca de ovo, a madeira, o ferro, o tecido, a joalharia, a cortiça, o vidro, ou até mesmo componentes eletrónicos, constitui uma atração.

EBI Santo Onobre quer incentivar utilização da bicicleta

No âmbito do Desporto Escolar (DE), a Escola Básica de Santo Onofre, nas Caldas da Rainha, aderiu ao projeto “DE sobre rodas”, que consiste em recolher bicicletas que sirvam para crianças, dos 5 aos 12 anos, ainda em condições para serem usadas, mesmo que precisem de uma pequena reparação.