emissão em direto

Liga 3

Caldas Sport Clube – 2 Real Sport Clube – 0

O Caldas SC venceu o Real SC no passado sábado, por 2-0, com dois golos do avançado Tuga, obtidos na reta final da partida, numa vitória que deixa a formação das Caldas da Rainha confortável no primeiro lugar da Série B, beneficiando de ter mais um jogo do que o Sporting B.

Liga 3

O Caldas SC venceu o Real SC no passado sábado, por 2-0, com dois golos do avançado Tuga, obtidos na reta final da partida, numa vitória que deixa a formação das Caldas da Rainha confortável no primeiro lugar da Série B, beneficiando de ter mais um jogo do que o Sporting B.

A história do primeiro tempo resume-se em poucas palavras: os da casa com mais bola, os visitantes ligeiramente mais atrevidos. As melhores ocasiões pertenceram ao Real SC. Aos cinco minutos o guardião Luís Paulo teve de aplicar-se após um remate à queima-roupa de Danilson Tavares que tinha selo de golo.

O Caldas respondeu aos 25 minutos, com um cabeceamento de João Rodrigues ligeiramente por cima da baliza adversária.

Aos 38 minutos, Pedro Soares recebeu um cruzamento e desviou subtilmente para o poste, mas não entrou.

Depois do descanso, as entradas de Gonçalo Barreiras, de Diogo Clemente (ambos a intervalo) e de Tuga (ao minuto 70), vieram agitar o jogo.

Aos 72 minutos, Gonçalo Barreiras disparou para excelente defesa do guarda-redes.

A pontaria de Tuga viria a fazer a diferença. Primeiro, recebeu um cruzamento da direita, feito por Nuno Januário, e apareceu no centro da área para, com uma cabeçada certeira, inaugurar o marcador aos 87 minutos. Um golaço! Por ter tirado a camisola viu a cartolina amarela. Depois, após Marcelo Marquês ser rasteirado dentro da área do Real SC, cobrou uma grande penalidade de forma exemplar, para fechar a contagem já em tempo de compensação (90’+4). Tuga foi eleito o melhor jogador em campo.

O técnico José Vala comentou no final da partida que “foi uma primeira parte difícil”, confessando ter ficado surpreendido com a disposição dos jogadores adversários no terreno, o que “levou um bocadinho” para os alvinegros se adaptarem. Na segunda parte, “não deixámos praticamente o Real sair” do seu terreno.

Neste encontro os capitães das duas equipas, Thomas Militão e Paulinho, usaram uma braçadeira alusiva à prevenção do cancro da mama, um pequeno gesto que pretendeu sensibilizar todas as mulheres para o diagnóstico e a prevenção desta doença.

A iniciativa do Caldas foi acompanhada pela participação do Real SC.

Próxima jornada

Na próxima jornada a equipa do Caldas desloca-se ao reduto de Os Belenenses, no dia 6 de novembro, pelas 15h, com transmissão em direto no Canal 11.

Estão abertas inscrições na sede do clube para a viagem de autocarro do Caldas para sócios e adeptos que queiram ir ao Estádio do Restelo. A viagem de ida e volta custa cinco euros e o bilhete para o jogo dez euros.

Liderança do Ranking Puro Futebol

O Caldas também lidera o Ranking Puro Futebol, que tem como objetivo promover uma atitude e um comportamento positivo entre todos os agentes desportivos e espetadores envolvidos na competição, reiterando valores como o respeito, cumplicidade, solidariedade e a integração. Tem 299 pontos, seguido do Lank Vilaverdense com 290 e do Vitória FC com 284.

7.ª jornada (série B)

Campo da Mata

Árbitro: André Neto

Árbitros assistentes: David Barbosa e Israel Lopes

Quarto árbitro: Marco Pereira

Caldas SC: Luís Paulo, Nuno Januário, Thomas Militão, André Sousa, Yordi Marcelo (Marcelo Marquês, 84′), João Silva (Luís Farinha, 84′), João Rodrigues, André Perre (Tuga, 70′), Henrique Henriques (Gonçalo Barreiras, 46′), Leandro Borges e Miguel Rebelo (Diogo Clemente, 46′).

Suplentes não utilizados: Wilson Soares, Paulo Inácio, Tiago Catarino e Chiquinho

Treinador: José Vala

Disciplina: Tuga (88’)

Golos: Tuga (87′ e 90’+4)

Homem do Jogo: Tuga

Real SC: Iuri Miguel, Pedro Farrim (Adilson Silva, 89′), Pedro Rosas, Miguel Montenegro, Dino Semedo (Diogo Castro, 79′), Pedro Soares (João Guilherme, 66′), Danilson Tavares (Gonçalo Agrelos, 79′), Paulinho, Bruno Almeida, Marcos Barbeiro e Benny (Gonçalo Cabral, 66′)

Suplentes não utilizados: Hugo Mosca, Tomás Loureiro, Abdul Ibrahim e Zack Blackwell.

Treinador: Rui Santos

Disciplina: cartão amarelo para Pedro Farrim (33′) e Miguel Montenegro (60′)

Últimas Notícias

Massagem de flores da mata Rainha D. Leonor

Termas abrem época com novidades A época termal na vertente terapêutica da ala sul do Hospital Termal das Caldas da Rainha vai reabrir a 1 de fevereiro com muitas novidades a nível do bem-estar. O lançamento de banhos de rituais de cacau e menta, a massagem de flores da mata Rainha Dona Leonor e rituais […]

Lions formaliza entrega de verba de espetáculo solidário

O Lions Clube das Caldas da Rainha fez no passado dia 30 uma entrega formal ao Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Oeste (CHO) da verba apurada no concerto solidário com o maestro e pianista António Victorino d’Almeida e trio de Pedro Caldeira Cabral. Recorde-se que o espetáculo decorreu no dia 8 de outubro […]

Desfile equestre apresentou reis do carnaval das Caldas

Luís Ventura, de 47 anos, e Mariana Mortágua, de 22 anos, foram escolhidos para serem os reis do carnaval das Caldas da Rainha, encarnando as personagens Zé Povinho e Maria da Paciência, respetivamente, criações de Rafael Bordalo Pinheiro como caricaturas do povo português.

V Jornadas SIPO Júnior

Entre os dias 12 a 15 de abril decorre a 5ª edição das Jornadas da Semana Internacional de Piano de Óbidos (SIPO) Júnior, no Auditório Municipal de Óbidos, com master classes de piano, seminário de improvisação, concertos comentados e uma audição final dos participantes. As jornadas, que contam com o apoio da Câmara Municipal de […]