emissão em direto

próximo programa

Ver programação completa

Campanha de recolha de bens alimentares

Os Bancos Alimentares Contra a Fome vão realizar mais uma campanha de recolha de bens alimentares diferente. Face às condicionantes inerentes à pandemia Covid-19, esta campanha terá que ser novamente feita sem o envolvimento direto de voluntários, para proteção de todos. Será uma campanha Ajuda Vale que irá decorrer entre os dias 27 de maio e 6 de junho nos supermercados aderentes, devidamente identificados.

Para contribuir basta que, ao fazer compras nos supermercados durante esses dias, adquira os vales que estarão disponíveis nas caixas de pagamento. Cada vale corresponde a um produto alimentar doado que será entregue ao Banco Alimentar da respetiva região.

Na região, esta iniciativa é levada a cabo pelo Banco Alimentar do Oeste e decorrerá nos concelhos de Alcobaça, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lourinhã, Nazaré, Óbidos e Peniche.

Haverá também portas abertas para quem quiser ir entregar produtos alimentares diretamente nas instalações do Banco Alimentar do Oeste, junto à estação ferroviária de Caldas da Rainha, todos os dias da semana das 9h30 às 16h30.

O Banco Alimentar Contra a Fome disponibiliza ainda outras possibilidades de doar alimentos sem que tenha que sair de sua casa, como é o caso da campanha on-line, que está já a decorrer no site www.alimentestaideia.pt.

É feito um alerta para a relevância do contributo da sociedade civil neste contexto em que recentemente vivemos, devido à grave situação socioeconómica com que se debate um elevado número de famílias.

Últimas Notícias

Equipa do Acrotramp vence Scalabis Cup

Decorreu nos dias 8, 9 e 10 de julho, a Scalabis Cup, competição Internacional de ginástica, no Pavilhão Desportivo Municipal de Santarém, reunindo cerca de 500 ginastas em representação de vários países. O Acrotramp Clube de Caldas esteve representado nesta competição com seis ginastas seniores de 1ª divisão e elite (três em duplo minitrampolim e três em tumbling).

Caldas da Rainha esteve em alerta mas DGS corrigiu números

A Direção-Geral da Saúde procedeu na passada segunda-feira a uma correção da incidência cumulativa a 14 dias por 100 mil habitantes nas Caldas da Rainha, para o período de 24 de junho a 7 de julho, o que retirou o concelho do estado de alerta em que havia sido colocado indevidamente por resolução do Conselho de Ministros na quinta-feira anterior.