emissão em direto

Comando sub-regional de emergência e proteção civil do Oeste entra em funcionamento nas Caldas

Carlos Silva, antigo comandante dos bombeiros voluntários de Óbidos, passou a chefiar o comando sub-regional de emergência e proteção civil, uma das novas estruturas criadas com o fim dos 18 comandos distritais de operações e socorro (CDOS), ficando instalada próximo do Colégio Rainha D. Leonor, nas Caldas da Rainha. As instalações ainda vão ser ampliadas mas já trabalham na sala de operações e comunicações os elementos vindos dos CDOS de Leiria e Lisboa, podendo ser reforçados por membros destacados das corporações de bombeiros.

Carlos Silva, antigo comandante dos bombeiros voluntários de Óbidos, passou a chefiar o comando sub-regional de emergência e proteção civil, uma das novas estruturas criadas com o fim dos 18 comandos distritais de operações e socorro (CDOS), ficando instalada próximo do Colégio Rainha D. Leonor, nas Caldas da Rainha. As instalações ainda vão ser ampliadas mas já trabalham na sala de operações e comunicações os elementos vindos dos CDOS de Leiria e Lisboa, podendo ser reforçados por membros destacados das corporações de bombeiros.

Na prática, o comando sub-regional do Oeste coordenará os meios de socorro nos doze municípios correspondentes à Comunidade Intermunicipal do Oeste (Alcobaça, Alenquer, Arruda dos Vinhos, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Peniche, Sobral de Monte Agraço e Torres Vedras), fazendo-os deslocar para as ocorrências verificadas.

Segundo Carlos Silva, apesar de ser “uma mudança”, verifica-se “uma continuidade” e a única diferença será principalmente o número de concelhos orientados. No anterior CDOS de Leiria havia dezasseis concelhos e agora no comando sub-regional do Oeste são doze (seis do distrito de Leiria e seis do distrito de Lisboa). O público em geral também não deverá sentir grandes alterações no socorro com esta passagem de uma estrutura distrital para um modelo sub-regional, pese embora o objetivo seja permitir um sistema “mais próximo dos territórios e das pessoas”, bem como das autarquias.

No país os 18 CDOS foram substituídos por 24 comandos sub-regionais da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil.

Segundo o despacho que estabelece as condições de funcionamento destas novas estruturas de emergência e proteção civil, o Comando Regional do Norte vai abranger os comandos sub-regionais do Alto Minho, do Alto Tâmega e Barroso, da Área Metropolitana do Porto, do Ave, do Cávado, do Douro, do Tâmega e Sousa e das Terras de Trás-os-Montes e o Comando Regional do Centro vai incluir os comandos sub-regionais da Beira Baixa, das Beiras e Serra da Estrela, da Região de Aveiro, da Região de Coimbra, da Região de Leiria e de Viseu Dão Lafões.

Por sua vez, o Comando Regional de Lisboa e Vale do Tejo vai abranger os comandos sub-regionais da Grande Lisboa, da Lezíria do Tejo, do Médio Tejo, do Oeste e da Península de Setúbal, o comando regional do Alentejo vai incluir os comandos sub-regionais do Alentejo Central, do Alentejo Litoral, do Alto Alentejo e do Baixo Alentejo e o comando regional do Algarve compreende o comando sub-regional do Algarve.

Dois ex-comandantes de bombeiros

Carlos Silva tem 40 anos e é pós-graduado em gestão. As últimas funções desempenhadas foi como perito da área de gestão de fogos rurais do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), depois de ter sido chefe do Núcleo de Coordenação Sub-Regional do ICNF, perito da Agência para a Gestão Integrada de Fogos Rurais (AGIF) e comandante operacional municipal de Óbidos (entre 2013 e 2019). Na sua equipa contará com Rodolfo Batista, no cargo de segundo comandante sub-regional de emergência e proteção civil. Tem 45 anos e duas pós-graduações em gestão e comando operacional e coordenador municipal de proteção civil. Foi comandante do corpo de bombeiros de Alenquer e coordenador do Serviço Municipal de Proteção Civil de Alenquer.

Últimas Notícias

Massagem de flores da mata Rainha D. Leonor

Termas abrem época com novidades A época termal na vertente terapêutica da ala sul do Hospital Termal das Caldas da Rainha vai reabrir a 1 de fevereiro com muitas novidades a nível do bem-estar. O lançamento de banhos de rituais de cacau e menta, a massagem de flores da mata Rainha Dona Leonor e rituais […]

Lions formaliza entrega de verba de espetáculo solidário

O Lions Clube das Caldas da Rainha fez no passado dia 30 uma entrega formal ao Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Oeste (CHO) da verba apurada no concerto solidário com o maestro e pianista António Victorino d’Almeida e trio de Pedro Caldeira Cabral. Recorde-se que o espetáculo decorreu no dia 8 de outubro […]

Desfile equestre apresentou reis do carnaval das Caldas

Luís Ventura, de 47 anos, e Mariana Mortágua, de 22 anos, foram escolhidos para serem os reis do carnaval das Caldas da Rainha, encarnando as personagens Zé Povinho e Maria da Paciência, respetivamente, criações de Rafael Bordalo Pinheiro como caricaturas do povo português.

V Jornadas SIPO Júnior

Entre os dias 12 a 15 de abril decorre a 5ª edição das Jornadas da Semana Internacional de Piano de Óbidos (SIPO) Júnior, no Auditório Municipal de Óbidos, com master classes de piano, seminário de improvisação, concertos comentados e uma audição final dos participantes. As jornadas, que contam com o apoio da Câmara Municipal de […]