emissão em direto

próximo programa

Ver programação completa

Comemorações dos 107 anos de concelho

O concelho do Bombarral assinalou os seus 107 anos de existência com um programa comemorativo que arrancou na noite de 28 de junho com a apresentação, no Teatro Eduardo Brazão, do livro “Da Guerra à Paz – Bombarralenses na Primeira Guerra Mundial”, uma obra da autoria de Fernando Pais que recorda os 131 soldados naturais do Bombarral que participaram naquele conflito.

Ao evento, não aberto ao público, assistiram familiares dos soldados referenciados na obra, a quem foi entregue um exemplar do livro. De seguida subiu ao palco a fadista Cuca Roseta, para uma atuação transmitida no Facebook, tendo a noite finalizado com um espetáculo de fogo de artifício, que ocorreu em vários pontos da vila e do concelho.

O dia seguinte, feriado municipal, iniciou-se com o hastear das bandeiras nos Paços do Município, após o qual foi feita a entrega de uma ambulância de transporte de doentes não urgentes aos Bombeiros Voluntários do Bombarral, numa oferta que envolveu a autarquia e um grupo de emigrantes bombarralenses residentes no Canadá.

O presidente da direção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários do Bombarral, Victor Garcia, afirmou que “num ano tão difícil seria impossível fazer investimentos tão necessários à vida desta associação”. As contas deste ano apresentam “um prejuízo elevado”, devido à pandemia, revelou.

O programa comemorativo prosseguiu com a abertura do “Céu de Cor”, iniciativa que cobriu a Rua do Comércio com mais de dois mil aros coloridos ao longo dos cerca de duzentos metros desta artéria da vila do Bombarral, que constitui um ponto de atração de visitantes.

Seguiu-se a inauguração da Horta Comunitária, junto ao Centro de Saúde. Dirige-se a “pessoas de âmbito mais citadino e que não possuem porção nenhuma de terreno para cultivarem, funcionando também como terapia ocupacional”, descreveu o presidente da Câmara Municipal do Bombarral, Ricardo Fernandes.

A abertura do novo espaço da Área de Serviço para Autocaravanas, foi outro dos momentos.

No período da tarde teve lugar a sessão solene da Assembleia Municipal comemorativa do aniversário do concelho, que teve como ponto alto a entrega da “Medalha de Serviço Público – Grau Ouro” ao antigo funcionário da autarquia João Guilherme Gonçalves Gomes.

Na sessão usaram da palavra todos os partidos. Hugo Filipe, representante do CDS, realçou o trabalho passado dos autarcas eleitos pelo CDS, que “estruturam o Bombarral com os equipamentos sociais que melhor servem os bombarralenses na educação, na cultura e no desporto”.

Conceição Brazão, da CDU, manifestou que o concelho “continua sem perspetivas de desenvolvimento para o futuro, a ser um dos concelhos menos desenvolvidos da região Oeste e a não ter políticas que incentivem a natalidade, a fixação de jovens e a criação de emprego”.

Carlos Fonseca, do PSD, afirmou que o executivo camarário “tem de ter uma política de apoio mais real aos bombarralenses mais afetados pela crise económica”, sustentando que o Bombarral “precisa de medidas concretas para que seja um concelho próspero”.

Susana Manco, do PS, disse que “os caprichos políticos terão de terminar, focalizando-se no interesse municipal. É necessário um amplo consenso entre as forças vivas do concelho sobre qual o Bombarral que pretendemos no futuro”.

O presidente da Câmara declarou que “o Bombarral hoje está melhor do que há quatro anos e orgulhamo-nos de fazer parte desta mudança”. “O Bombarral é considerado e faz parte da equação quando estamos no âmbito supramunicipal”, sublinhou.

As comemorações encerraram com a inauguração das instalações do Canil Intermunicipal do Bombarral e Cadaval, obra que vai permitir melhorar significativamente as condições de recolha dos animais abandonados em ambos os concelhos.

O aniversário do concelho integrou ainda a atividade Museu na Aldeia, que se realizou ao longo da tarde na Columbeira, que neste dia recebeu uma peça do acervo do Museu de Leiria.

Últimas Notícias

Equipa do Acrotramp vence Scalabis Cup

Decorreu nos dias 8, 9 e 10 de julho, a Scalabis Cup, competição Internacional de ginástica, no Pavilhão Desportivo Municipal de Santarém, reunindo cerca de 500 ginastas em representação de vários países. O Acrotramp Clube de Caldas esteve representado nesta competição com seis ginastas seniores de 1ª divisão e elite (três em duplo minitrampolim e três em tumbling).

Caldas da Rainha esteve em alerta mas DGS corrigiu números

A Direção-Geral da Saúde procedeu na passada segunda-feira a uma correção da incidência cumulativa a 14 dias por 100 mil habitantes nas Caldas da Rainha, para o período de 24 de junho a 7 de julho, o que retirou o concelho do estado de alerta em que havia sido colocado indevidamente por resolução do Conselho de Ministros na quinta-feira anterior.