emissão em direto

Cuidados de saúde em Santa Catarina “caminham para o abismo”

Os deputados do PSD à Assembleia da República eleitos pelo círculo de Leiria voltaram a questionar a ministra da saúde sobre o “mau funcionamento” da Unidade de Saúde de Santa Catarina, nas Caldas da Rainha, após as respostas dadas pela governante.

Os deputados do PSD à Assembleia da República eleitos pelo círculo de Leiria voltaram a questionar a ministra da saúde sobre o “mau funcionamento” da Unidade de Saúde de Santa Catarina, nas Caldas da Rainha, após as respostas dadas pela governante.

Segundo a ministra Marta Temido, “para suprir a falta de pessoal médico naquela unidade, e por não ter sido possível concretizar a contratação de prestação dos serviços médicos ou alocar profissionais médicos no âmbito da parceria estabelecida com a Santa Casa da Misericórdia das Caldas da Rainha, foi deslocado desde o início do mês de novembro, um médico em regime de contrato de trabalho a termo certo, que assegura a realização de consultas médicas em dois dias por semana aos utentes daquela localidade”.

Contudo, para os deputados Hugo Oliveira, Margarida Balseiro Lopes, Pedro Roque, Olga Silvestre e João Gomes Marques, “a resposta já não corresponde à realidade, visto que o serviço que já era precário na sua assistência em apenas dois dias foi reduzido para apenas dia e meio, com a indicação de que os utentes se dirijam a outra unidade”.

“Os cuidados de saúde primários nesta freguesia caminham infelizmente para o abismo”, vincaram, interrogando novamente a ministra se tem conhecimento “deste constante desgoverno do Agrupamento de Centros de Saúde Oeste Norte” e se vai envidar esforços para garantir recursos humanos que permitam o normal funcionamento da unidade de saúde.

E deixam a questão: “Assume a sra. ministra a responsabilidade da falta de assistência condigna aos utentes desta unidade de saúde?”.

Últimas Notícias

Aluna caldense “Embaixadora UC à Frente” 

A caldense Beatriz Lopes, estudante do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas na Universidade de Coimbra, recebeu o prémio “UC à Frente”, atribuído pela Reitoria da Universidade de Coimbra (UC).

Vigília com “abraço” ao hospital das Caldas da Rainha

Uma vigília que terminou com um cordão humano em frente à urgência do hospital das Caldas da Rainha foi a forma encontrada pela população para exigir medidas do Governo para melhorar as condições em que trabalham os profissionais de saúde. O alerta foi feito na noite da passada sexta-feira.

Barco de pesca encalhou na Consolação

Um barco de pesca encalhou na madrugada desta terça-feira a sul da Consolação, ao largo de Peniche, com cinco pescadores a bordo, que conseguiram chegar a terra sem problemas numa balsa salva-vidas.

VMER volta a ter mais saídas para situações de trauma

A Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) das Caldas da Rainha no serviço de urgência do Centro Hospitalar do Oeste (CHO) voltou à situação “normal” de seis a sete saídas por turno de oito horas, número que havia reduzido nos dois últimos anos de pandemia. No dia 15 de maio foi celebrado o 20º aniversário da VMER.