emissão em direto

próximo programa

Ver programação completa

Dadores de sangue homenageados pela Federação

A Federação Portuguesa de Dadores Benévolos de Sangue (Fepodabes) homenageou no passado domingo, durante a sessão comemorativa do Dia Mundial do Dador de Sangue, que se realizou no Caldas Internacional Hotel, os dadores com mais de 75 dádivas efetuadas.

Na iniciativa, que tinha como objetivo “agradecer a todos aqueles que, através do gesto solidário, ajudam a salvar vidas”, estiveram presentes 39 associações que “têm contribuído e muito para as recolhas de sangue”.

“Com estas pessoas temos dado provas de que somos um movimento essencial para garantir os stocks de sangue a nível nacional”, frisou o presidente da Fepodabes, Alberto Mota, recordando ainda que continuam a serem necessárias cerca de mil unidades de sangue todos os dias. Para dar resposta a estas necessidades é “necessária a mobilização da sociedade para a dádiva benévola, nomeadamente dos doadores mais jovens”.

De forma virtual também esteve presente o secretário de Estado Adjunto da Saúde, Lacerda Sales, que aproveitou para apelar à consciência global para a necessidade de sangue, apesar de “vivermos um momento de estabilidade no que respeita nas reservas de sangue no nosso país”.

“O trabalho desenvolvido pela Fepodabes é um excelente exemplo de solidariedade, e um parceiro ativo e empenhado na dádiva de sangue voluntária”, reforçou, destacando a importância da atualização das regras para doação de sangue, sobretudo nos critérios de exclusão.

A presidente do Conselho Diretivo do Instituto Português do Sangue e da Transplantação (IPST), Antónia Escoval, destacou o importante papel da organização como parceiro do IPST, “não só em ações de recolha de sangue, como na literacia em saúde e da promoção da dádiva”. Recordou ainda “o papel dos jovens, sendo essencial para incentivar todos os outros a darem sangue, visto que a dádiva de sangue é necessária de forma regular e faseada ao longo do tempo”.

Tinta Ferreira, presidente da Câmara Municipal das Caldas da Rainha, destacou o trabalho feito pelas associações que promovem a dádiva de sangue.

Durante a sessão foram entregues dois galardões, um dedicado ao dirigente do ano a título póstumo, António Cavaleiro, falecido no ano passado, e o outro à Associação do Ano, a Associação de Dadores Benévolos de Sangue de Caminha. Em seguida foram homenageados os dadores com mais de 75 dádivas, distinção recebida por Carlos Alberto Filipe, habitual dador das colheitas realizadas pelo grupo caldense Motard São Rafael, que organiza três recolhas de sangue por ano, em cooperação com Fepodabes.

Na sessão também foi apresentado o novo hino da federação, cuja letra “apresenta-nos a perspetiva de um dador que explica a sua missão, procurando motivar uma onda crescente e agregadora de outros dadores, porque dar sangue é dar vida”.

Intitulado “Gota a Gota”, o novo hino servirá de impulso para novas campanhas, de modo a que a onda de novos doadores continue a crescer de forma imparável. Além disso os novos órgãos sociais da Fepodabes aproveitaram o momento para tomar posse e lançar o novo site da federação.

Últimas Notícias

Equipa do Acrotramp vence Scalabis Cup

Decorreu nos dias 8, 9 e 10 de julho, a Scalabis Cup, competição Internacional de ginástica, no Pavilhão Desportivo Municipal de Santarém, reunindo cerca de 500 ginastas em representação de vários países. O Acrotramp Clube de Caldas esteve representado nesta competição com seis ginastas seniores de 1ª divisão e elite (três em duplo minitrampolim e três em tumbling).

Caldas da Rainha esteve em alerta mas DGS corrigiu números

A Direção-Geral da Saúde procedeu na passada segunda-feira a uma correção da incidência cumulativa a 14 dias por 100 mil habitantes nas Caldas da Rainha, para o período de 24 de junho a 7 de julho, o que retirou o concelho do estado de alerta em que havia sido colocado indevidamente por resolução do Conselho de Ministros na quinta-feira anterior.