emissão em direto

próximo programa

Ver programação completa

Dia Mundial do Abraço assinalado no Cadaval

A equipa do CLDS-4G Melhor Cadaval (projeto da Associação Leader Oeste) não quis deixar passar em branco o Dia Mundial do Abraço, celebrado a 22 de maio, tendo levado “abraços sentidos a quem mais precisa”. A iniciativa inseriu-se na atividade Ser, baseada no acompanhamento da população idosa em situação de isolamento ou solidão, em parceria com a GNR do Cadaval.

Esta ação teve como ponto de partida a constatação de que, em épocas de isolamento social/distanciamento físico, dar e receber um abraço possui muitas vantagens para a saúde mental e física. Foi a pensar no bem-estar físico, psicológico e também social que o CLDS-4G Melhor Cadaval e a GNR se lançaram ao desafio de distribuir abraços pela população mais assolada pela pandemia de Covid-19. “Foi notório, nas suas caras, como um simples gesto faz a diferença e provoca felicidade”, apontou o CLDS-4G Melhor Cadaval.

Últimas Notícias

Equipa do Acrotramp vence Scalabis Cup

Decorreu nos dias 8, 9 e 10 de julho, a Scalabis Cup, competição Internacional de ginástica, no Pavilhão Desportivo Municipal de Santarém, reunindo cerca de 500 ginastas em representação de vários países. O Acrotramp Clube de Caldas esteve representado nesta competição com seis ginastas seniores de 1ª divisão e elite (três em duplo minitrampolim e três em tumbling).

Caldas da Rainha esteve em alerta mas DGS corrigiu números

A Direção-Geral da Saúde procedeu na passada segunda-feira a uma correção da incidência cumulativa a 14 dias por 100 mil habitantes nas Caldas da Rainha, para o período de 24 de junho a 7 de julho, o que retirou o concelho do estado de alerta em que havia sido colocado indevidamente por resolução do Conselho de Ministros na quinta-feira anterior.

Intensificação da vacinação motiva filas nas Caldas

A intensificação da vacinação para dar resposta à variante Delta da Covid-19 tem causado em alguns períodos filas ao longo de mais de duas horas no exterior do Pavilhão da Mata, onde funciona o Centro da Vacinação, e apesar da dificuldade em dar escoamento ao aumento de utentes, os profissionais de saúde vão tentando gerir a situação após os primeiros dias em que a capacidade de resposta foi insuficiente