emissão em direto

próximo programa

Ver programação completa

Faleceu o único jogador vivo do Caldas da primeira divisão

Faleceu na passada sexta-feira aquele que era o último sobrevivente da equipa do Caldas Sport Clube que nos anos cinquenta do século passado disputou a primeira divisão. Natural da Amadora, Amaro da Silva tinha 95 anos e residia nas Caldas da Rainha.

Depois de ter sido campeão pelo Sporting em 1951/52 e de uma passagem pela União de Montemor, chegou às Caldas em 1953, para ingressar no clube alvinegro, que subiu na temporada de 1954/55 à primeira divisão, onde permaneceu quatro campeonatos.

Foi capitão e jogou como defesa-lateral e médio, e ficou no Caldas até ao final da temporada de 1959/60.

Segundo o blogue Águas Mornas, em paralelo deu continuidade à sua vida empresarial na área do frio industrial, primeiro com a Frimóvel e depois com a empresa Amaro da Silva, situada na Zona Industrial, atualmente administrada pelas filhas e que em 2016 foi distinguida pela Câmara das Caldas com a medalha municipal de mérito comercial e industrial.

Últimas Notícias

Equipa do Acrotramp vence Scalabis Cup

Decorreu nos dias 8, 9 e 10 de julho, a Scalabis Cup, competição Internacional de ginástica, no Pavilhão Desportivo Municipal de Santarém, reunindo cerca de 500 ginastas em representação de vários países. O Acrotramp Clube de Caldas esteve representado nesta competição com seis ginastas seniores de 1ª divisão e elite (três em duplo minitrampolim e três em tumbling).

Caldas da Rainha esteve em alerta mas DGS corrigiu números

A Direção-Geral da Saúde procedeu na passada segunda-feira a uma correção da incidência cumulativa a 14 dias por 100 mil habitantes nas Caldas da Rainha, para o período de 24 de junho a 7 de julho, o que retirou o concelho do estado de alerta em que havia sido colocado indevidamente por resolução do Conselho de Ministros na quinta-feira anterior.