emissão em direto

próximo programa

Ver programação completa

GNR apanha suspeitos de tráfico de droga

O Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Caldas da Rainha da GNR deteve em flagrante no passado dia 8 uma mulher de 23 anos e um homem de 31 anos por tráfico de estupefacientes, nos concelhos de Caldas da Rainha e Peniche.

No âmbito de uma investigação que decorria desde outubro de 2020, os militares deram cumprimento a duas buscas domiciliárias, resultando na apreensão de 31 doses de canábis.

No decorrer das diligências policiais foi ainda identificado e constituído arguido um homem de 23 anos por tráfico de estupefacientes, com antecedentes criminais por roubo à mão armada.

Os detidos, com antecedentes criminais por ilícitos da mesma natureza, foram constituídos arguidos.

Entretanto, no dia 7, foi detido em flagrante um homem de 25 anos por tráfico de estupefacientes no concelho de Peniche, no âmbito de uma investigação que decorria desde outubro de 2020, e que incidiu numa rede que operava na região Oeste.

No início do mês essa investigação tinha já permitido a detenção de nove pessoas por tráfico de estupefacientes e posse de armas proibidas, dos quais três desses detidos encontram-se em prisão preventiva.

Agora, a GNR, munida de quatro mandados de busca, duas domiciliárias e outras duas em veículos, apreendeu 36 doses de canábis, uma balança digital e diverso material de acondicionamento e corte de estupefaciente.

O detido, com antecedentes criminais por crimes semelhantes, foi constituído arguido.

Todos os processos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Caldas da Rainha.

Últimas Notícias

Equipa do Acrotramp vence Scalabis Cup

Decorreu nos dias 8, 9 e 10 de julho, a Scalabis Cup, competição Internacional de ginástica, no Pavilhão Desportivo Municipal de Santarém, reunindo cerca de 500 ginastas em representação de vários países. O Acrotramp Clube de Caldas esteve representado nesta competição com seis ginastas seniores de 1ª divisão e elite (três em duplo minitrampolim e três em tumbling).

Caldas da Rainha esteve em alerta mas DGS corrigiu números

A Direção-Geral da Saúde procedeu na passada segunda-feira a uma correção da incidência cumulativa a 14 dias por 100 mil habitantes nas Caldas da Rainha, para o período de 24 de junho a 7 de julho, o que retirou o concelho do estado de alerta em que havia sido colocado indevidamente por resolução do Conselho de Ministros na quinta-feira anterior.