emissão em direto

Hotel de cinco estrelas inaugurado por dois Presidentes da República

O Montebelo Mosteiro de Alcobaça Historic Hotel, um investimento de 24,5 milhões de euros por parte do Grupo Visabeira, foi inaugurado no passado sábado pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e pelo seu congénere moçambicano, Filipe Jacinto Nyusi, cuja presença se deve à aposta da empresa no país africano, onde tem seis hotéis e empreendimentos.

O Montebelo Mosteiro de Alcobaça Historic Hotel, um investimento de 24,5 milhões de euros por parte do Grupo Visabeira, foi inaugurado no passado sábado pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e pelo seu congénere moçambicano, Filipe Jacinto Nyusi, cuja presença se deve à aposta da empresa no país africano, onde tem seis hotéis e empreendimentos.

O reforço da ligação entre os dois países marcou o discurso dos dois chefes de estado na cerimónia de inauguração do hotel de cinco estrelas integrado num monumento nacional, com Marcelo Rebelo de Sousa a destacar que os dois povos são “irmãos”, sublinhando a “força da fraternidade”, mais do que “uma comunidade que tem uma fala comum” ou existirem relações bilaterais no plano político e diplomático.

O Presidente da República manifestou também que na obra inaugurada “trabalharam inúmeros moçambicanos”, referindo que através da Visabeira “Portugal está presente no turismo de excelência em Moçambique e Moçambique está presente no turismo de excelência em Portugal”.

Filipe Nyusi aproveitou para incentivar os empresários portugueses para que “visitem os destinos turísticos de Moçambique e explorem as oportunidades de investir”.

O ministro da Economia e do Mar, António Costa Silva, em representação do Primeiro-ministro, disse igualmente esperar que a passagem do Presidente de Moçambique por Portugal possa contribuir para “atrair cada vez mais a atenção dos empresários portugueses para investirem” naquele país, sustentando que “Moçambique é hoje um importador de tecnologias e as empresas portuguesas podem colocar essas tecnologias no solo moçambicano e desenvolver grandes projetos empresariais”.

Para além disso, “Moçambique precisa de investimentos na área da agroindústria, do turismo, das energias renováveis e da economia do mar”.

O membro do Governo enalteceu a obra inaugurada e afirmou que “um país que não reconhece aquilo que faz bem é um país que está mais propenso a fazer as coisas mal”, lamentando que em Portugal não haja “o hábito de reconhecer o trabalho das empresas”.

“É por isso que no Ministério da Economia e do Mar estamos a pensar lançar uma iniciativa com todo o nosso sistema empresarial para pegarmos nos exemplos mais extraordinários que temos no nosso país e torná-los mais visíveis para a sociedade portuguesa”, revelou o ministro.

O hotel agora inaugurado tem 91 quartos e sala para congressos, banquetes e reuniões, instalados no Claustro do Rachadouro, alvo de uma obra de recuperação que contou com a assinatura do arquiteto Eduardo Souto Moura. É o sétimo em Portugal da cadeia Montebelo Hotels & Resorts, que em janeiro de 2023 inaugurará, em Lisboa, no Chiado, mais uma unidade.

O presidente do conselho executivo do grupo Visabeira, Nuno Marques, destacou que a empresa, que este ano comemorou 42 anos, “vive uma fase de grande fulgor, estimando atingir em 2022 o volume de negócios consolidado de 1,5 mil milhões de euros, sensivelmente o dobro do volume de negócios de 2017, representando um crescimento médio de 20% ao longo dos últimos cinco anos”.

Deste volume de negócios, “80% é obtido no mercado externo”, onde o grupo Visabeira é “reconhecido como um dos principais “players” europeus no fornecimento de serviços de engenharia de redes de telecomunicações, eletricidade e gás”.

“A inauguração do Montebelo Mosteiro de Alcobaça Historic Hotel representa uma oportunidade única de desenvolvimento e dinamização de todo o concelho. Não tenho a menor dúvida de que todo o território irá beneficiar desta nova unidade hoteleira de cinco estrelas, alargando o leque de segmentos de turismo como também atraindo todo um novo mercado de congressos e eventos sectoriais e empresariais”, declarou o presidente da Câmara de Alcobaça, Hermínio Rodrigues.

Últimas Notícias

MDM quer combate à violência contra as mulheres 

O Movimento Democrático de Mulheres (MDM) assinalou a 25 de Novembro o Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres, tendo realizado um jantar-debate na sede do Clube Recreativo Delgadense, na Delgada, no Bombarral e, na véspera, a distribuição de informação no Agrupamento de Escolas Fernão Pó, na vila.

Governador rotário visita clube local

O Rotary Club das Caldas da Rainha recebeu o Governador do Distrito 1960, Vitor Cordeiro, para uma visita de trabalho, no passado dia 14, numa deslocação que teve o seu início na rotunda Rotary (junto ao Continente), onde se fez uma fotografia de grupo junto ao marco rotário.

Água distinguida pela qualidade

A Câmara Municipal do Cadaval voltou a ser contemplada com o “Selo de qualidade exemplar da água para consumo humano” no âmbito da 17.ª Expo Conferência da Água, realizada em Lisboa, no passado dia 22. A autarquia recebe assim, mais uma vez, a distinção que enaltece a qualidade da sua água. A atribuição deste galardão […]

Frederico Silva novamente finalista no Japão 

Chegou ao fim a digressão asiática do atleta caldense Frederico Silva e no quarto e último torneio disputado na cidade japonesa de Yokkaichi, o jogador do Clube de Ténis das Caldas da Rainha voltou a atingir a final do torneio de categoria 80 do ATP Challenger Tour.