emissão em direto

Mais quatro freguesias caldenses vão ter internet rápida

MEO e Vodafone já distribuíram as freguesias em que terão de assegurar banda larga móvel a 100 Mbps a 90% da população, sendo algumas na região Oeste.

MEO e Vodafone já distribuíram as freguesias em que terão de assegurar banda larga móvel a 100 Mbps a 90% da população, sendo algumas na região Oeste.

No concelho das Caldas da Rainha são abrangidas A-dos-Francos, Alvorninha, Carvalhal Benfeito e Vidais. Em Óbidos, A-dos-Negros, Amoreira, Olho Marinho e Vau. No Bombarral está na lista a freguesia do Carvalhal, no Cadaval as freguesias de Alguber, Peral e União de Freguesias de Lamas e Cercal.

Na Nazaré é abrangida Famalicão, em Alcobaça a União de Freguesias de Coz, Alpedriz e Montes e a União de Freguesias de Pataias e Martingança, e na Lourinhã Moita dos Ferreiros, União de Freguesias de São Bartolomeu dos Galegos e Moledo, em Torres Vedras a União de Freguesias de Dois Portos e Runa, e União de Freguesias de Maxial e Monte Redondo, em Alenquer as freguesias de Carnota, Ota, Vila Verde dos Francos, União de Freguesias de Abrigada e Cabanas de Torres e União de Freguesias de Ribafria e Pereiro de Palhacana, e em Arruda dos Vinhos a freguesia de Santiago dos Velhos.

No âmbito do processo de renovação, até 2033, dos direitos de utilização de frequências (DUF) da MEO e da Vodafone nas faixas dos 900 MHz e 1800 MHz, a ANACOM (Autoridade Nacional de Comunicações) impôs a estes operadores obrigações adicionais de cobertura em 100 freguesias de menor densidade populacional, que não estão abrangidas pelas obrigações do regulamento do 5G. Nestas 100 freguesias, a MEO e a Vodafone terão de disponibilizar um serviço de banda larga móvel com um débito mínimo de 100 Mbps, que contemple, pelo menos, 90% da população.

Os dois operadores já chegaram a acordo quanto à distribuição das freguesias que cada um irá cobrir. Este acordo foi comunicado à ANACOM, que procedeu à sua homologação. Estas obrigações de cobertura têm de ser cumpridas no prazo máximo de um ano (até 13 de julho de 2023).

A MEO e a Vodafone devem cobrir, respetivamente, 56 e 44 das 100 freguesias listadas, que acrescem às freguesias que já são objeto de obrigações de cobertura decorrentes do Leilão 5G e de outras faixas relevantes.

A ANACOM procura criar condições que assegurem uma maior coesão económica e social do território e facilitar a transição digital. Aliás, estes objetivos estão igualmente subjacentes às obrigações de cobertura decorrentes do leilão do 5G, que estabelecem que 75% da população das freguesias de baixa densidade deve ser coberta com banda larga móvel em 2023, percentagem que subirá para 90% em 2025 para as freguesias nas condições indicadas.

Últimas Notícias

SC Braga e AD Pastéis campeões de futebol de praia na Nazaré

O SC Braga é campeão nacional de futebol de praia pela 8ª vez na sua história, ao vencer na tarde deste domingo a Casa do Benfica de Loures por 3-2, na final da competição de elite masculina, que se jogou no Estádio do Viveiro – Jordan Santos, na Nazaré.

Carolina Santos vence primeira final no circuito nacional de surf

Carolina Santos, atleta de Caldas da Rainha, estreou-se a vencer em provas a contar para o circuito nacional feminino de surf e é a nova Miss Prio Cup, após bater Camilla Kemp, campeã nacional de surf em 2018, numa final bastante renhida e de excelente nível, na Costa Nova, em Ílhavo, na passada sexta-feira.

Suspeitos de furtos de metais não preciosos

A GNR do Cadaval e o Núcleo de Investigação Criminal de Alenquer da GNR detiveram dois homens, de 33 e 47 anos, no dia 2 de agosto, na sequência de uma investigação por furtos de metais não preciosos. Foi dado cumprimento a quatro mandados de busca, duas domiciliárias, uma em viatura e uma numa garagem, […]