emissão em direto

próximo programa

Ver programação completa

Mais quatro mortos e 144 casos ativos numa semana na região Oeste

Houve mais quatro mortes associadas à Covid-19 na região Oeste, em relação à semana passada, tendo sido registadas em Torres Vedras (2), Peniche e Cadaval. Os dados divulgados até à noite de 22 de novembro davam conta que o concelho de Torres Vedras era onde se verificava até agora o maior número de falecimentos, 187 óbitos.

Houve mais quatro mortes associadas à Covid-19 na região Oeste, em relação à semana passada, tendo sido registadas em Torres Vedras (2), Peniche e Cadaval. Os dados divulgados até à noite de 22 de novembro davam conta que o concelho de Torres Vedras era onde se verificava até agora o maior número de falecimentos, 187 óbitos.

O concelho das Caldas da Rainha era o segundo com mais mortes (144, não atualizou), seguindo-se Alcobaça 83 (manteve), Alenquer 82 (manteve), Arruda dos Vinhos 61 (manteve), Peniche 53 (mais 1), Óbidos 49 (manteve), Lourinhã 39 (não atualizou), Sobral de Monte Agraço 24 (manteve), Bombarral 23 (manteve), Nazaré 22 (manteve) e Cadaval 21 (mais 1).

No total, foram registados 788 óbitos (mais 4) na região Oeste.

Em relação aos casos ativos na Região Oeste, a soma não se torna possível uma vez que o concelho de Alenquer não divulga e Lourinhã não atualizou, mas no total dos restantes dez concelhos houve mais 144 casos ativos.

Em Caldas da Rainha havia 152 casos ativos (mais 23), em Torres Vedras 128 (mais 69), Nazaré 92 (mais 42), Alcobaça 91 (sem comparação), Peniche 90 (mais 10), Óbidos 33 (mais 14), Bombarral 20 (mais 2), Cadaval 12 (menos 24), Sobral de Monte Agraço 8 (mais 8) e Arruda dos Vinhos 5 (sem comparação).

Não pertencendo à região Oeste, mas por ser um concelho que faz fronteira com o de Caldas da Rainha, eis os dados referentes a Rio Maior: 58 (mais 1) óbitos e 38 (mais 6) casos ativos. No total já houve 3074 (mais 26) infetados e 2978 (mais 19) recuperaram. Havia 19 (menos 2) pessoas em vigilância ativa.

A taxa de incidência a 14 dias por 100 mil habitantes aumentou de 212 para 351 (mais 139) nas Caldas da Rainha, ultrapassando o limite admissível (mais de 240 casos).

Na região, estavam a vermelho (acima do limite), os concelhos de Nazaré 750 (mais 287), Peniche 419 casos (mais 168), Óbidos 250 (mais 142) e Alcobaça 249 (mais 85).

Rio Maior apresentava uma taxa de incidência por 100 mil habitantes de 227 (menos 74), Lourinhã 222 (menos 3), Bombarral 221 (mais 93), Torres Vedras 115 (mais 22), Cadaval 102 (menos 44), Alenquer 78 (mais 33), Arruda dos Vinhos 32 (manteve) e Sobral de Monte Agraço 0 (menos 37).

Total de casos confirmados: Torres Vedras – 7556 (mais 145); Alenquer – 4969 (mais 28); Alcobaça – 4095 (sem comparação); Peniche – 2621 (mais 63), Nazaré – 1320 (mais 76); Sobral de Monte Agraço – 1217 (mais 8); Arruda dos Vinhos – 1447 (sem comparação); Cadaval – 829 (mais 4); Óbidos – 831 (mais 28); Bombarral – 808 (mais 16); Caldas da Rainha e Lourinhã não divulgaram.

Total de casos recuperados: Torres Vedras – 7241 (mais 74); Peniche – 2478 (mais 52); Arruda dos Vinhos – 1381 (sem comparação); Nazaré – 1206 (mais 34); Sobral de Monte Agraço – 1185 (manteve); Cadaval – 796 (mais 17); Bombarral – 765 (mais 14); Óbidos – 749 (mais 12). Caldas da Rainha, Lourinhã, Alcobaça e Alenquer não divulgaram.

Ao nível das freguesias, no concelho de Peniche existiam 52 casos (mais 18) em Atouguia da Baleia, 31 (mais 1) na cidade e 7 (menos 9) em Ferrel. Em quarentena/sob vigilância estavam 653  (mais 35) pessoas.

A distribuição de casos ativos pelas freguesias da Nazaré registava 68 na vila (mais 24), 17 (mais 15) em Valado dos Frades e 7 (mais 3) em Famalicão.

No concelho de Alcobaça apenas foram divulgadas as freguesias com mais de 3 casos): União de Freguesias de Pataias e Martingança – 23; Alfeizerão – 8; Benedita – 8; União de Freguesias de Alcobaça e Vestiaria – 8; Cela – 7; Évora de Alcobaça – 7; Turquel – 7; Aljubarrota – 6; Bárrio – 5; União de Freguesias de Coz, Alpedriz e Montes – 5; São Martinho do Porto – 4.

A distribuição de casos ativos pelas freguesias de Torres Vedras fazia-se da seguinte forma: Santa Maria, São Pedro e Matacães: 58 (mais 46); União das Freguesias de A-dos-Cunhados e Maceira: 20 (mais 14); Silveira: 11 (menos 3); Ventosa: 9 (mais 3); Turcifal: 8 (mais 6); Ramalhal: 7 (mais 6); União das Freguesias de Campelos e Outeiro da Cabeça: 4 (menos 1); São Pedro da Cadeira: 3 (mais 1); Freiria: 2 (menos 1); Ponte do Rol: 2 (menos 1); União das Freguesias de Carvoeira e Carmões: 2 (mais 1); União das Freguesias de Maxial e Monte Redondo: 2 (menos 2).

Em Torres Vedras existiam 300 (mais 189) contactos sob vigilância ativa das autoridades de saúde.

Em Sobral de Monte Agraço havia 10 (sem comparação) pessoas em vigilância ativa (efetuada pela autoridade de saúde, com confinamento obrigatório), 11 (mais 6) pessoas em vigilância sobreativa (efetuada pelos médicos de medicina geral e familiar), 20 (sem comparação) pessoas em vigilância passiva e 21 pessoas (mais 16) em isolamento.

Casos em instituições

O Agrupamento de Escolas Raul Proença, nas Caldas da Rainha, divulgou no dia 22 que havia casos de alunos infetados na Escola Básica de Santo Onofre, numa turma do 1º ciclo, que não está em isolamento profilático.

Na mesma escola verifica-se o caso de um aluno do 5º D e outro no 7º C sem isolamento da turma.

Já os casos registados no 6º D, 6º F e 6º I levaram ao isolamento profilático das turmas até 25, 26 e 30 de novembro, respetivamente.

Na Escola Secundária Raul Proença há um aluno infetado no 2º PSI, com isolamento da turma até 30 de novembro.

Existem dois docentes infetados – um da Escola Básica de Santo Onofre e outro do Jardim de Infância de São Cristóvão.

No que diz respeito a adultos não docentes, verifica-se um caso no Jardim de Infância de São Cristóvão.

Foram declarados recuperados de 17 de setembro até agora, dois alunos do Centro Escolar, um professor e dez alunos da Escola Básica de Santo Onofre, um professor da Escola Básica dos Arneiros, três alunos e dois professores da Escola Secundária Raul Proença e um elemento não docente da Escola Básica do Bairro da Ponte.

Seis profissionais do centro de saúde da Lourinhã foram infetados com Covid-19 e outros dez foram colocados em isolamento, mas a unidade não deixou de funcionar.

Linhas de apoio distinguidas

As linhas de apoio criadas pela Câmara da Nazaré para acompanhar os munícipes durante a pandemia da Covid-19 foram selecionadas como “Boas Práticas de Colaboração” pela Academia de Liderança Colaborativa, da Fundação Padre António Vieira.

Para além da linha de apoio dedicada a prestar informações e ao encaminhamento de situações específicas, a linha +65 serviu de apoio à aquisição de medicamentos, bens alimentares, entre outras necessidades básicas (para quem não tem suporte familiar e tem restrições, quer pela idade, quer por doença crónica), a linha Vamos por Si e a Linha de Apoio Psicológico, dedicada ao apoio individualizado e gestão de stress emocional, funcionaram durante meses no apoio a dezenas de munícipes.

Testes rápidos

Os testes rápidos de antigénio efetuados nas farmácias e laboratórios aderentes ao regime excecional de comparticipação voltaram a ser gratuitos.

A comparticipação continua a ser limitada ao máximo de quatro testes por mês e por utente.

O Ministério da Saúde justifica esta renovação do regime tendo em conta a atual situação epidemiológica e a importância de voltar a intensificar a realização de testes que contribuam para o reforço do controlo da pandemia.

Segundo os últimos dados divulgados, já foram feitos em Portugal mais de 20 milhões de testes de diagnóstico à Covid-19 desde o início da pandemia em março de 2020.

Últimas Notícias

Gaeiras reúne 100 artistas e cerca de 2000 presépios

De 8 a 26 de dezembro vai decorrer no Convento de São Miguel, nas Gaeiras, a 14ª Grande Exposição de Presépios. Durante estes dias, entre as 14 e as 18 horas, poderão ser vistas as obras de 100 artistas e apreciados cerca de dois mil presépios. A diversidade dos materiais, como o barro, a casca de ovo, a madeira, o ferro, o tecido, a joalharia, a cortiça, o vidro, ou até mesmo componentes eletrónicos, constitui uma atração.

EBI Santo Onobre quer incentivar utilização da bicicleta

No âmbito do Desporto Escolar (DE), a Escola Básica de Santo Onofre, nas Caldas da Rainha, aderiu ao projeto “DE sobre rodas”, que consiste em recolher bicicletas que sirvam para crianças, dos 5 aos 12 anos, ainda em condições para serem usadas, mesmo que precisem de uma pequena reparação.