emissão em direto

O bacalhau da Mercearia Pena

Para a preparação do jantar de consoada, não pode faltar o tradicional bacalhau, que pode ser adquirido na Mercearia Pena, em Caldas da Rainha.

Para a preparação do jantar de consoada, não pode faltar o tradicional bacalhau, que pode ser adquirido na Mercearia Pena, em Caldas da Rainha.

Com mais de um século de experiência no assunto, a Mercearia Pena seleciona criteriosamente a origem do seu peixe. No caso do bacalhau, este é oriundo dos mares gelados do Canadá, da Noruega e da Islândia, sofrendo um processo de secagem natural no norte do país.

Desde o especial ao graúdo, cortado ou inteiro, “o bacalhau é um dos produtos mais vendidos na nossa mercearia nesta altura do ano”, explicou o proprietário, Rui da Bernarda, adiantando que “nós elegemos os melhores peixes de cada lote para colocar à venda no nosso escaparate, e preferimos embalar os nossos bacalhaus à moda antiga, em papel, não só porque faz parte do ADN da nossa loja, mas sobretudo porque eliminamos do processo o plástico que está a matar os oceanos e as espécies que nele vivem”.

“A Mercearia Pena todos anos abastece a maioria das famílias caldenses, no que diz respeito ao bacalhau para noite de consoada”, sublinhou o responsável, que além do bacalhau, das línguas e das caras, também vende os tradicionais cabazes de natal, com opções variadas para a ceia de natal.

Últimas Notícias

Funcionária acusada de desviar dinheiro de taxas moderadoras

O Ministério Público deduziu acusação contra uma mulher que exerceu funções no serviço de atendimento complementar da Nazaré, pertencente ao Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Oeste Norte, e que nesse âmbito está indiciada da prática de crimes de peculato e de recebimento indevido de vantagem.

Radiocomunicações de barcos fiscalizadas

A Autoridade Nacional de Comunicações (ANACOM) levou a cabo no último trimestre de 2021 um conjunto de ações de fiscalização com a Polícia Marítima, numa zona compreendida entre os portos de Caminha e Peniche.

Uma semana com mais 5 mortes e mais 1172 casos ativos no Oeste

Os dados divulgados até à noite de 10 de fevereiro davam conta que no total, desde o início da pandemia, foram registados 831 óbitos (mais 5 em relação à semana passada) na região Oeste associados à Covid-19. O concelho de Torres Vedras era onde se verificava o maior número de falecimentos, que ascendem a 197 […]