emissão em direto

próximo programa

Ver programação completa

Pescador e música são candidatos da CDU na Nazaré

João Delgado é o candidato da CDU à presidência da Câmara Municipal da Nazaré e Sara Vidal é a cabeça de lista à Assembleia Municipal.

A decisão da Coordenadora Distrital da CDU foi tomada após deliberação nos órgãos concelhios da CDU e de uma auscultação a vários independentes que integram a coligação.

A indicação do pescador/formador João Delgado, dirigente local e regional do PCP vem na sequência das atuais funções de deputado na assembleia municipal. Sara Vidal é música e candidata-se como independente.

“Passados quatro anos das últimas eleições autárquicas a inércia ou acomodação da generalidade das forças políticas representadas na Câmara e Assembleia Municipal e a sua falta de ligação aos problemas reais do concelho contrastam com a intervenção da CDU nos órgãos autárquicos, força que nunca desistiu de fazer chegar às instituições do concelho os inúmeros problemas dos trabalhadores, dos pescadores e dos agricultores, dos trabalhadores da cultura, das micros e pequenas e médias empresas do concelho de quem o executivo PS se divorciou”, manifesta a CDU, que procura, como objetivo central, “o seu reforço em votos e em percentagem, a eleição de mais representantes da CDU para a Assembleia Municipal e a necessária eleição de vereadores para a Câmara Municipal”.

Últimas Notícias

Equipa do Acrotramp vence Scalabis Cup

Decorreu nos dias 8, 9 e 10 de julho, a Scalabis Cup, competição Internacional de ginástica, no Pavilhão Desportivo Municipal de Santarém, reunindo cerca de 500 ginastas em representação de vários países. O Acrotramp Clube de Caldas esteve representado nesta competição com seis ginastas seniores de 1ª divisão e elite (três em duplo minitrampolim e três em tumbling).

Caldas da Rainha esteve em alerta mas DGS corrigiu números

A Direção-Geral da Saúde procedeu na passada segunda-feira a uma correção da incidência cumulativa a 14 dias por 100 mil habitantes nas Caldas da Rainha, para o período de 24 de junho a 7 de julho, o que retirou o concelho do estado de alerta em que havia sido colocado indevidamente por resolução do Conselho de Ministros na quinta-feira anterior.