emissão em direto

próximo programa

Ver programação completa

Poesia no teatro

A iniciativa “Diga 33 – poesia no teatro” prossegue na Sala Estúdio do Teatro da Rainha, no dia 15 de junho, às 20h30, com os poetas Luiza Nilo Nunes e Pedro Teixeira Neves.

Luiza Nilo Nunes nasceu no Brasil, mas reside em Portugal desde a infância. É licenciada em Estudos Portugueses e Lusófonos pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto e Mestre em Estudos Editoriais pelo Departamento de Línguas e Culturas da Universidade de Aveiro. Autora de poesia e de ficção, tem publicado em revistas e sites online. Fundou a editora Anjo Terrível para divulgar autoras excomungadas na história da literatura universal.

Pedro Teixeira Neves formou-se em Relações Internacionais, mas cedo se dedicou ao jornalismo. Trabalhou no extinto jornal Semanário, foi chefe de redação da revista Arte Ibérica, redator na Agenda Cultural de Lisboa, fundou a Magazine Artes e a Ticketline, e escreveu crítica literária para o PNETliteratura.

Como fotógrafo, ganhou dois prémios: o Prémio Retratar Um Livro, da Fundação José Saramago, atribuído em 2012, e o Prémio de Fotografia Reflexos de Lisboa, atribuído em 2013. Publicou poesia, ficção e literatura infantil.

Como sempre, os encontros Diga 33 realizar-se-ão num registo de tertúlia aberta à participação do público. Serão lidos poemas e haverá conversa sobre os percursos dos convidados e dois temas quentes: os excomungados da história da literatura e a poesia erótica na atualidade.

A reserva de lugar é obrigatória pelo tlm. 966186871.

Últimas Notícias

Equipa do Acrotramp vence Scalabis Cup

Decorreu nos dias 8, 9 e 10 de julho, a Scalabis Cup, competição Internacional de ginástica, no Pavilhão Desportivo Municipal de Santarém, reunindo cerca de 500 ginastas em representação de vários países. O Acrotramp Clube de Caldas esteve representado nesta competição com seis ginastas seniores de 1ª divisão e elite (três em duplo minitrampolim e três em tumbling).

Caldas da Rainha esteve em alerta mas DGS corrigiu números

A Direção-Geral da Saúde procedeu na passada segunda-feira a uma correção da incidência cumulativa a 14 dias por 100 mil habitantes nas Caldas da Rainha, para o período de 24 de junho a 7 de julho, o que retirou o concelho do estado de alerta em que havia sido colocado indevidamente por resolução do Conselho de Ministros na quinta-feira anterior.