emissão em direto

próximo programa

Ver programação completa

Polícia Judiciária investiga explosão e incêndio em vivenda

A Polícia Judiciária está a investigar uma explosão seguida de incêndio, numa vivenda em Avarela, na freguesia de Santa Maria, São Pedro e Sobral da Lagoa, no concelho de Óbidos, ao final da noite da passada segunda-feira. A única ocupante da casa, uma mulher de 65 anos, sofreu ferimentos leves, mas a residência ficou inabitável, apesar da estrutura não ter sido afetada.

O alerta foi dado pelas 23h58 por um vizinho que é bombeiro, estando o fogo ativo à chegada dos bombeiros de Óbidos e confinado a uma casa de banho. O combate às chamas foi dificultado pelo fumo e pela “dificuldade de progressão dentro da habitação devido aos elevados danos provocados pela onda de choque da explosão”, revelou ao JORNAL DAS CALDAS o comandante, Marco Martins. Paralelamente ao combate ao incêndio, os soldados da paz procederam à avaliação da moradora, que na altura da explosão se encontrava num quarto afastado da casa de banho e conseguiu sair pelos seus próprios meios para o exterior da vivenda. “Apresentava ferimentos leves e algumas alterações emocionais. Depois de avaliada pela equipa médica da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) de Caldas da Rainha, foi transportada para o hospital de Caldas da Rainha, permitindo assim um acompanhamento mais diferenciado”, adiantou Marco Martins. Segundo o comandante, “a onda de choque inerente à explosão provocou danos muito avultados à casa, tornando-a inabitável, estando a ser avaliada, pelas entidades competentes, a origem da explosão que originou o incêndio”. Foram mobilizados para o local dois veículos de combate a incêndios, um veículo tanque e um ambulância, apoiados pela VMER, GNR de Óbidos e Serviço Municipal de Proteção Civil, totalizando quinze elementos e sete viaturas.

Últimas Notícias

Equipa do Acrotramp vence Scalabis Cup

Decorreu nos dias 8, 9 e 10 de julho, a Scalabis Cup, competição Internacional de ginástica, no Pavilhão Desportivo Municipal de Santarém, reunindo cerca de 500 ginastas em representação de vários países. O Acrotramp Clube de Caldas esteve representado nesta competição com seis ginastas seniores de 1ª divisão e elite (três em duplo minitrampolim e três em tumbling).

Caldas da Rainha esteve em alerta mas DGS corrigiu números

A Direção-Geral da Saúde procedeu na passada segunda-feira a uma correção da incidência cumulativa a 14 dias por 100 mil habitantes nas Caldas da Rainha, para o período de 24 de junho a 7 de julho, o que retirou o concelho do estado de alerta em que havia sido colocado indevidamente por resolução do Conselho de Ministros na quinta-feira anterior.