emissão em direto

Radiocomunicações de barcos fiscalizadas

A Autoridade Nacional de Comunicações (ANACOM) levou a cabo no último trimestre de 2021 um conjunto de ações de fiscalização com a Polícia Marítima, numa zona compreendida entre os portos de Caminha e Peniche.

A Autoridade Nacional de Comunicações (ANACOM) levou a cabo no último trimestre de 2021 um conjunto de ações de fiscalização com a Polícia Marítima, numa zona compreendida entre os portos de Caminha e Peniche.

As operações visaram a verificação do estado, operacionalidade e correta utilização dos equipamentos de radiocomunicações instalados a bordo de embarcações.

No total, foram verificadas 20 embarcações, de pesca costeira, pesca longínqua, navios hotel e barcos de recreios.

Nestas ações conjuntas com a Polícia Marítima, as infrações ou anomalias detetadas com mais frequência prenderam-se com a utilização de frequências não autorizadas ou não atribuídas ao serviço móvel marítimo. Nalguns casos, foram detetados equipamentos não certificados ou não apropriados para utilização em embarcações, bem como dispositivos de encriptação de radiocomunicações, não autorizados.

A ANACOM fez as perícias aos equipamentos, cabendo à Polícia Marítima tomar as medidas necessárias.

Últimas Notícias

Aluna caldense “Embaixadora UC à Frente” 

A caldense Beatriz Lopes, estudante do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas na Universidade de Coimbra, recebeu o prémio “UC à Frente”, atribuído pela Reitoria da Universidade de Coimbra (UC).

Vigília com “abraço” ao hospital das Caldas da Rainha

Uma vigília que terminou com um cordão humano em frente à urgência do hospital das Caldas da Rainha foi a forma encontrada pela população para exigir medidas do Governo para melhorar as condições em que trabalham os profissionais de saúde. O alerta foi feito na noite da passada sexta-feira.

Barco de pesca encalhou na Consolação

Um barco de pesca encalhou na madrugada desta terça-feira a sul da Consolação, ao largo de Peniche, com cinco pescadores a bordo, que conseguiram chegar a terra sem problemas numa balsa salva-vidas.

VMER volta a ter mais saídas para situações de trauma

A Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) das Caldas da Rainha no serviço de urgência do Centro Hospitalar do Oeste (CHO) voltou à situação “normal” de seis a sete saídas por turno de oito horas, número que havia reduzido nos dois últimos anos de pandemia. No dia 15 de maio foi celebrado o 20º aniversário da VMER.