emissão em direto

próximo programa

Ver programação completa

Rede de telemóvel vai ser melhorada em A-dos-Francos e Landal

A Junta de Freguesia de A-dos-Francos, nas Caldas da Rainha, anunciou que foram iniciadas as obras de instalação de uma nova torre de telecomunicações que servirá a freguesia, assim como o Painho, no concelho vizinho do Cadaval, o que permitirá à população “usufruir de uma melhoria evidente do sinal de telemóvel”.

Trata-se de uma concretização “após muita luta para conseguirmos este objetivo”, comentou a autarquia.

Ao longo dos tempos têm sido repetidas as queixas da população, pelas dificuldades de ter rede em condições para as chamadas telefónicas ou ligações internet.

Entretanto, a Junta de Freguesia do Landal, nas Caldas da Rainha, que tem também reportado a falta de rede de telefone e de internet, divulgou que a empresa de telecomunicações Altice transmitiu que “está prevista a instalação de uma nova antena de rede móvel que irá reforçar a cobertura na freguesia, sendo a que mesma se encontra em processo de licenciamento a decorrer desde o início do ano”.

Está igualmente prevista a instalação de uma nova antena de rede móvel durante 2022, “cujo pedido de licenciamento entrará o mais tardar em setembro” e que irá reforçar a cobertura em Casais da Serra, nas Caldas da Rainha, e em Alguber e Venda do Freixo, no Cadaval, adiantou.

Últimas Notícias

Equipa do Acrotramp vence Scalabis Cup

Decorreu nos dias 8, 9 e 10 de julho, a Scalabis Cup, competição Internacional de ginástica, no Pavilhão Desportivo Municipal de Santarém, reunindo cerca de 500 ginastas em representação de vários países. O Acrotramp Clube de Caldas esteve representado nesta competição com seis ginastas seniores de 1ª divisão e elite (três em duplo minitrampolim e três em tumbling).

Caldas da Rainha esteve em alerta mas DGS corrigiu números

A Direção-Geral da Saúde procedeu na passada segunda-feira a uma correção da incidência cumulativa a 14 dias por 100 mil habitantes nas Caldas da Rainha, para o período de 24 de junho a 7 de julho, o que retirou o concelho do estado de alerta em que havia sido colocado indevidamente por resolução do Conselho de Ministros na quinta-feira anterior.