emissão em direto

próximo programa

Ver programação completa

Voleibol – Sporting Clube das Caldas

Seniores femininos ganham

Voleibol – Sporting Clube das Caldas No passado sábado, os seniores femininos do Sporting Clube das Caldas (SCC) realizaram o segundo jogo do seu campeonato. Após a derrota na primeira jornada, pela margem máxima, na casa do Gândara, o grande objetivo para este jogo passava, sobretudo, por chegar à primeira vitória da temporada. Contra o […]

Voleibol – Sporting Clube das Caldas

No passado sábado, os seniores femininos do Sporting Clube das Caldas (SCC) realizaram o segundo jogo do seu campeonato. Após a derrota na primeira jornada, pela margem máxima, na casa do Gândara, o grande objetivo para este jogo passava, sobretudo, por chegar à primeira vitória da temporada.

Contra o Clube Desportivo Pataiense, as caldenses entraram muito consistentes e fiéis à sua ideia de jogo, conseguindo-se impor por 25-13. No segundo set, tendo o treinador Bruno Cunha promovido algumas alterações, a ideia era não baixar o ritmo e se possível errar ainda menos, o que foi conseguido, com as caldenses a vencerem por 25-7. Para o terceiro set promoveram-se mais alterações no seis. A equipa esteve bem, mas a facilidade com que se conseguiram as vitórias nos sets anteriores “relaxou” as atletas do SCC que, mesmo assim, venceram o set por 25-19, fechando o jogo a seu favor por 3-0.

Pelo Sporting das Caldas jogaram: Ana Mendes, Sara Correia, Sónia Sousa, Alexandra Wessling, Priscila Martins, Ana Jorge Rodrigues, Mara Silva, Marianne Mrotskouski, Mariya Voloshenyuk, Beatriz Gamboa e Nicole Almeida.

O próximo jogo será no dia 28 de novembro,às 16h00, no qual as caldenses receberão a equipa do Lousã VC no Pavilhão Raúl Jardim Graça.

Cadetes femininos perdem

A equipa de cadetes femininos do Sporting Clube das Caldas recebeu no domingo o Famões, em mais uma jornada a contar para o campeonato.

Contra uma equipa claramente em outra fase do seu desenvolvimento, sobretudo a nível tático, as caldenses procuraram contrapor essa diferença com uma boa atitude defensiva, na tentativa de criar dificuldades às adversárias. Tal foi conseguido, mantendo o set equilibrado até aos 15 pontos. A partir daí, um serviço mais agressivo por parte do Famões levou a equipa caldense a não responder com tanto sucesso, fazendo com que a equipa visitante vencesse o primeiro set por 25-19.

Para o segundo set, e porque o principal objetivo nesta fase da formação é de que todas usufruam de experiência de jogo, o treinador alterou cinco das seis atletas em campo. Aliando uma melhor entrada da equipa de Famões a alguma ansiedade da equipa caldense, o set rapidamente começou a pender para as visitantes. Apesar de alguma réplica, esta pecou por tardia e o set fechou por 25-12 a favor da equipa visitante.

Para o terceiro set, mais uma vez foram operadas várias alterações. A equipa voltou a responder melhor, apesar de permitir alguma vantagem. Mais uma vez, verificaram-se maiores dificuldades na receção a um serviço mais agressivo, bem como um menor acerto defensivo ao nível da colocação em campo, que não permitiu disputar o resultado de outra forma. O set fechou a 25-14, terminando com um 3-0 a favor das visitantes.

Pelo Sporting das Caldas alinharam Luísa P., Madalena B., Joana O., Carolina V., Isabel V., Carolina A., Margarida M., Inês A., Matilde P., Mafalda A., Marta S. e Leonor R..

Seniores masculinos em jornada dupla

A equipa sénior masculina do SCC deslocou-se, no passado fim de semana, aos Açores, para uma jornada dupla. No dia 20, disputou a partida contra a Associação de Jovens da Fonte do Bastardo (AJFB), da ilha Terceira, atual líder do campeonato.

Num encontro algo desnivelado, o SCC entrou algo receoso, embora esforçando-se para demonstrar a sua capacidade. O AJFB nunca perdeu o controlo do set, vencendo-o por 25-17, resultado que repetiu no segundo set. No terceiro e último set do encontro, o SCC mostrou mais a sua qualidade, embora não tenha sido o suficiente para o vencer, acabando por perder por 25-21.

No dia 21, o SCC defrontou o Clube Kairós (Clube K), de São Miguel. Um encontro inicialmente previsto para o pavilhão do Clube K, mas que, fruto dos problemas registados com a chuva, acabou por se realizar no Complexo Desportivo de Rabo de Peixe.

O SCC jogou contra o último classificado do campeonato, tendo a obrigação de vencer o encontro para manter a sua expetativa para se qualificar nos oito primeiros classificados.

Assumindo desde o início a sua vontade de ganhar o jogo, o SCC venceu o primeiro set por 25-15. O segundo set foi também dominado pela equipa caldense, embora com uma diferença menor, terminando com o resultado de 25-21.

O terceiro e último set teve uma história diferente e emocionante. O SCC entrou demasiado confiante na vitória, permitindo que o Clube K se distanciasse no marcador, chegando a ter uma vantagem de oito pontos (20-12). Fruto de algumas alterações, que estabilizaram a equipa, o SCC conseguiu recuperar o atraso, empatando a partida a 24-24. Em resultado da sua superioridade técnica, o resultado terminou em 28-26, a favor do SCC, conseguindo assim uma vitória por 3-0 no terreno do adversário. O próximo jogo é no dia 27, às 16 horas, no Pavilhão Rainha Dona Leonor, com o Castelo da Maia, seguindo-se, um dia depois e também à mesma hora, igualmente nas Caldas da Rainha, o encontro com o Sport Lisboa e Benfica.

Últimas Notícias

Gaeiras reúne 100 artistas e cerca de 2000 presépios

De 8 a 26 de dezembro vai decorrer no Convento de São Miguel, nas Gaeiras, a 14ª Grande Exposição de Presépios. Durante estes dias, entre as 14 e as 18 horas, poderão ser vistas as obras de 100 artistas e apreciados cerca de dois mil presépios. A diversidade dos materiais, como o barro, a casca de ovo, a madeira, o ferro, o tecido, a joalharia, a cortiça, o vidro, ou até mesmo componentes eletrónicos, constitui uma atração.

EBI Santo Onobre quer incentivar utilização da bicicleta

No âmbito do Desporto Escolar (DE), a Escola Básica de Santo Onofre, nas Caldas da Rainha, aderiu ao projeto “DE sobre rodas”, que consiste em recolher bicicletas que sirvam para crianças, dos 5 aos 12 anos, ainda em condições para serem usadas, mesmo que precisem de uma pequena reparação.