emissão em direto

Socialistas preocupados com “deterioração dos cuidados de saúde”

O PS Cadaval afirma que tem recebido “preocupantes relatos de situações de forte carência nos cuidados de saúde prestados nas unidades de saúde do concelho”, o que levou a estrutura concelhia e seus autarcas a despoletar um leque de ações, de onde se destacam as reuniões com a coordenação da unidade de saúde do Cadaval e com a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT).

O PS Cadaval afirma que tem recebido “preocupantes relatos de situações de forte carência nos cuidados de saúde prestados nas unidades de saúde do concelho”, o que levou a estrutura concelhia e seus autarcas a despoletar um leque de ações, de onde se destacam as reuniões com a coordenação da unidade de saúde do Cadaval e com a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT).

De acordo com os socialistas, o centro de saúde do Cadaval “vive graves carências de pessoal médico, ao ponto de já ter estado de portas encerradas”. A presidente da concelhia do PS, Amélia Silva, relatou que “o médico coordenador da unidade demitiu-se no início do ano, refletindo a gravidade das dificuldades que estão a afetar a prestação de cuidados de saúde no concelho do Cadaval numa das mais recentes e modernas unidades de saúde na Região Oeste”.

O vereador do PS na Câmara Municipal do Cadaval, João Reis, apontou a existência de “várias situações de graves constrangimentos nos cuidados primários prestados à população do concelho, com adiamento sucessivo de consultas, incluindo graves carências no acompanhamento de grávidas e crianças”.

A gravidade da situação levou o deputado socialista da região Oeste, João Miguel Nicolau, em conjunto com outros deputados do PS, a expor a situação na Assembleia da República e a questionar o Ministério da Saúde sobre a estratégia e as medidas em curso para suprimir as carências existentes no Centro de Saúde do Cadaval, e “evitar que a situação se deteriore nos próximos meses, como é previsível caso não sejam tomadas medidas urgentes”.

Recordando que em março de 2019 foi inaugurado pelo Primeiro-Ministro e pela Ministra da Saúde o novo Centro de Saúde do Cadaval, batizado como Centro de Saúde António Arnaut, em homenagem ao “pai” do Serviço Nacional de Saúde, o deputado frisou que a unidade “está próxima do rácio teórico de médicos de família (sete), no entanto, este número pode não corresponder à realidade dado que, alegadamente, mais de metade do pessoal médico se encontra de baixa médica, de algum tempo a esta parte”.

Da reunião decorrida no dia 4 de maio com a ARSLVT, onde estiveram presentes a presidente da concelhia do PS, o vereador João Reis e a líder de bancada do PS da Assembleia Municipal, foram demonstradas todas estas preocupações.

O PS pretende que o executivo camarário dinamize a realização de um protocolo entre a ARSLVT e a Santa Casa da Misericórdia do Cadaval, para dar resposta alternativa a estes problemas.

Últimas Notícias

Suspeito de esfaqueamento detido pela Judiciária

Um homem de 24 anos que tentou matar outro com uma faca, no ano passado em Rio Maior, foi detido no dia 24 de maio pelo Departamento de Investigação Criminal de Leiria da Polícia Judiciária em Ferrel, no concelho de Peniche.

João Almeida com Covid-19 desiste do Giro d’Italia

A 18ª etapa do Giro d’Italia, nesta quinta-feira, fica marcada pela ausência do ciclista caldense João Almeida, que acusou positivo à Covid-19, sendo assim forçado a abandonar a prova, quando ocupava o quarto lugar, a 1 minuto e 54 segundos do líder e a 49 segundos do pódio.