emissão em direto

Sporting Clube das Caldas celebrou centenário honrando o passado e abraçando o futuro

A gala de comemoração do centenário do Sporting Clube das Caldas (SCC) realizou-se no grande auditório do Centro Cultural e de Congressos das Caldas da Rainha (CCC) no dia 7 de maio. Adiada dois anos devido à pandemia, a gala do SCC assinalou o seu primeiro centenário com uma noite de festa recheada de emoções, muita história e justas homenagens. A organização do evento fez questão de honrar o passado, lembrar o presente e abraçar o futuro junto dos sócios, amigos do clube, e de todas as forças vivas do concelho das Caldas que encheram o auditório do CCC. A cerimónia, apresentada por José Ramalho, proporcionou uma homenagem às pessoas e equipas que se destacaram e se destacam ao serviço do SCC.

A gala de comemoração do centenário do Sporting Clube das Caldas (SCC) realizou-se no grande auditório do Centro Cultural e de Congressos das Caldas da Rainha (CCC) no dia 7 de maio. Adiada dois anos devido à pandemia, a gala do SCC assinalou o seu primeiro centenário com uma noite de festa recheada de emoções, muita história e justas homenagens. A organização do evento fez questão de honrar o passado, lembrar o presente e abraçar o futuro junto dos sócios, amigos do clube, e de todas as forças vivas do concelho das Caldas que encheram o auditório do CCC. A cerimónia, apresentada por José Ramalho, proporcionou uma homenagem às pessoas e equipas que se destacaram e se destacam ao serviço do SCC.

Cativou o público o grupo musical constituído por um conjunto de professores e alunos do Centro de Juventude das Caldas da Rainha, batizado como “Banda do Centenário do SCC”. Tocaram músicas dos anos 30 até à atualidade, tanto nacionais quanto internacionais, que fizeram o público voltar atrás no tempo, em homenagem aos 100 anos do SCC. No final tocaram o hino que criaram para o clube.

O SCC foi fundado no dia 1 de janeiro de 1920, nas Caldas da Rainha, por um grupo liderado por Luís Teixeira, que se tornou o seu primeiro presidente. Inicialmente designado Caldas Sporting Clube, passou depois a SCC para evitar a semelhança com o rival Sporting Sport Club (fundado quatro anos mais cedo), e tornando-se a filial n.º 22 do Sporting Clube de Portugal.

Coube ao presidente da direção, Filipe Mateus, abrir a cerimónia salientando que o SCC tem ao longo do tempo “mantido a sua vitalidade”. “Contra ventos e marés, o clube tem sabido ultrapassar as dificuldades tempestivas de um clube centenário”, afirmou, revelando que nos últimos tempos “gerir um clube em tempos de pandemia, acarretou um dispêndio de energia por parte dos diretores e dirigentes”.

sporting 1
Filipe Mateus quer criar a Casa do Atleta – Sporting Clube das Caldas (lar de idosos)

O SCC teve futebol, sendo, aliás, fundador da Associação de Futebol de Leiria. Outras modalidades foram introduzidas no concelho por este clube, como pesca desportiva, ciclismo, cicloturismo, ginástica, andebol, hóquei em patins, basquetebol e ténis de mesa.

O clube encontra-se atualmente centrado no voleibol e para o dirigente manter uma equipa de “voleibol pela 13ª época no campeonato nacional da I divisão, é um marco histórico para o clube”.

Filipe Mateus afirmou, embora com alguma “tristeza”, que atualmente é “o único clube da cidade de Caldas da Rainha que tem uma equipa no escalão máximo de uma modalidade de pavilhão e que tem de ser acarinhado pela cidade”.

Apelou às empresas e empresários da região que possam ajudar o clube de “forma a se poder dar as ferramentas indispensáveis para a prática do desporto, nos escalões de formação e de seniores”.

Revelou que há dois dias foi fechada uma parceria com a Federação de Hóquei, para a implementação da “prática do hóquei em campo nas Caldas, no escalão de formação de iniciação nas escolas do concelho”.

O dirigente falou ainda da aprovação, por parte da União Europeia, de uma parceria com clubes oriundos de outros países, designadamente da Croácia, Hungria e Sérvia.

“O clube, numa estratégia comunicacional, tem estado bastante ativo nas redes sociais, na promoção de jogos e notícias relacionadas com o clube”, relatou. 

Destacou a parceria com o JORNAL DAS CALDAS, com a inclusão de notícias e publicação de artigo semanal, e a realização do programa de rádio Desporto 360º na Rádio Mais Oeste, às quartas-feiras das 21h às 22h, com “notícias e entrevistados oriundos do clube, associações, outros clubes da cidade, instituições públicas e patrocinadores”.

Para o futuro, tendo em conta a sustentabilidade financeira, o clube deve, segundo o presidente, “procurar novos desafios, com ideias arrojadas, mas passíveis de concretização”.

Um desses desafios é a criação dos “alicerces para a constituição da Casa do Atleta – Sporting Clube das Caldas (Lar de idosos), vocacionada para os mais idosos, servindo antigos atletas, treinadores, dirigentes, sócios, colaboradores e membros dos órgãos sociais”.

“Era um clube virado para o futebol”

O SCC foi campeão distrital de Leiria em futebol em 1935. Manuel Nunes, presidente da Associação de Futebol de Leiria, recordou a década de 20, quando o futebol apareceu e Caldas tinha uma dinâmica muito grande de atividade social, económica, turística e industrial (cerâmica), sendo por isso elevada a cidade.

Em 1935, por iniciativa do SCC e do Caldas Sport Clube, conseguiram trazer a sede da Associação de Futebol de Leiria para as Caldas e aqui esteve 12 anos.

Luís André, presidente da Assembleia Geral, fez uma entrevista a Mário Tavares, atual sócio nº 1 (seu presidente honorário). Seguiu-se uma homenagem aos vários presidentes do clube, atletas e dirigentes: Leonel Cardoso (prof. Néné), Vítor Bernardo (título póstumo), Manuel Nunes, Mário Tavares, José Augusto e Silva (título póstumo), João Margarido (a título de amigo), Joaquim Pacheco, Carlos dos Santos, Ricardo Pereira, Jorge de Sousa, Mário Almeida Pedro e Filipe Mateus.

Receberam ainda prémios os melhores atletas das várias modalidades e melhores companheiros.

Foram também distinguidos com prémios colaboração (os colaboradores que se destacaram ao longo da época desportiva do Centro de Educação Especial Rainha D. Leonor, que desde 2020 que ajudam o clube na organização (apanha-bolas) e limpeza dos jogos.

Prémios Green Food Festival

Na Gala foram entregues os prémios da segunda edição do Concurso Gastronómico ‘Green Food and Drinks Festival’, que visou sensibilizar para uma alimentação sustentável, saudável e com produtos locais, e decorreu nas Caldas da Rainha e em Óbidos, de 1 a 17 de abril. Este projeto tem a parceria da EHTO, AIRO, ACCCRO, CMCR, juntas de freguesias da cidade e Óbidos Criativa, de forma a potenciar o setor da restauração e bebidas,

Prémios: Melhor Cocktail 1º Daiquiri. 2º Cabaret Voltaire; Restaurantes – Melhor Entrada – 1º Maratona, 2º Cais do Parque, 3º Casa Antero; Prato Principal – 1º Maria Xica, 2º Cais do Parque, 3º Maria Adega; Doce / Sobremesa – 1º Cais do Parque, 2º Maratona, 3º Doce Diabo; Ementa completa – 1º Maratona, 2º Cais do Parque, 3º Casa Antero.

gala sporting 2
Os parabéns pelos 102 anos do Sporting Clube das Caldas

Últimas Notícias

Suspeito de esfaqueamento detido pela Judiciária

Um homem de 24 anos que tentou matar outro com uma faca, no ano passado em Rio Maior, foi detido no dia 24 de maio pelo Departamento de Investigação Criminal de Leiria da Polícia Judiciária em Ferrel, no concelho de Peniche.

João Almeida com Covid-19 desiste do Giro d’Italia

A 18ª etapa do Giro d’Italia, nesta quinta-feira, fica marcada pela ausência do ciclista caldense João Almeida, que acusou positivo à Covid-19, sendo assim forçado a abandonar a prova, quando ocupava o quarto lugar, a 1 minuto e 54 segundos do líder e a 49 segundos do pódio.

Aluna caldense “Embaixadora UC à Frente” 

A caldense Beatriz Lopes, estudante do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas na Universidade de Coimbra, recebeu o prémio “UC à Frente”, atribuído pela Reitoria da Universidade de Coimbra (UC).