emissão em direto

próximo programa

Ver programação completa

Ultimam-se os preparativos para as dragagens na Lagoa

Ultimam-se os preparativos para as dragagens da zona a montante (Este) da Lagoa de Óbidos, tendo esta semana sido colocado o corpo central da draga na água, depois de trabalhos para instalar a tubagem subaquática e flutuante que será estendida ao mar para transporte dos inertes, uma empreitada de cerca de quinze milhões de euros aguardada com ansiedade para contribuir para a melhoria da qualidade ambiental.

A intervenção terá como objetivos específicos o aumento da superfície e volume da Lagoa, melhorar a qualidade da água armazenada, contribuir favoravelmente para a hidrodinâmica e o prisma de maré da lagoa, evitar o isolamento dos braços da Barrosa e do Bom Sucesso, contrariar a progressão da foz do rio Real sobre o corpo principal da lagoa e robustecer o cordão arenoso litoral que protege a Lagoa da agitação marítima.

O material dragado – estimado em 875 mil metros cúbicos de areia – será lançado no mar, para sul, a partir da arriba do Gronho. A intervenção complementa a primeira fase das dragagens, na qual foram retirados 716 mil metros cúbicos de areia da Lagoa.

O prazo de execução dos trabalhos é de 18 meses, estando a obra a cargo do consórcio Alexandre Barbosa Borges, S.A./Vinci-Construction Maritime et Fluvial, FR.

Devido a esta intervenção está interdita desde dia 7 de junho a navegação em certas áreas da Lagoa, como consta de um edital publicado pela capitania do porto de Peniche. Existem bóias equipadas com dispositivos luminosos para sinalização e identificação noturna.

Serão emitidos novos editais com áreas interditas à navegação consoante a fase da dragagem.

Últimas Notícias

Equipa do Acrotramp vence Scalabis Cup

Decorreu nos dias 8, 9 e 10 de julho, a Scalabis Cup, competição Internacional de ginástica, no Pavilhão Desportivo Municipal de Santarém, reunindo cerca de 500 ginastas em representação de vários países. O Acrotramp Clube de Caldas esteve representado nesta competição com seis ginastas seniores de 1ª divisão e elite (três em duplo minitrampolim e três em tumbling).

Caldas da Rainha esteve em alerta mas DGS corrigiu números

A Direção-Geral da Saúde procedeu na passada segunda-feira a uma correção da incidência cumulativa a 14 dias por 100 mil habitantes nas Caldas da Rainha, para o período de 24 de junho a 7 de julho, o que retirou o concelho do estado de alerta em que havia sido colocado indevidamente por resolução do Conselho de Ministros na quinta-feira anterior.