emissão em direto

“Vida depois da Vida” encheu o CCC

O Centro Cultural e de Congressos de Caldas da Rainha (CCC) recebeu as XVII Jornadas de Cultura Espírita do Oeste, nos dias 23 e 24 de março.

O Centro Cultural e de Congressos de Caldas da Rainha (CCC) recebeu as XVII Jornadas de Cultura Espírita do Oeste, nos dias 23 e 24 de março.

Evento organizado pelo Centro de Cultura Espírita de Caldas da Rainha, com a colaboração da Associação de Cultura Espírita de Alcobaça e o apoio do JORNAL DAS CALDAS, teve com a presença de 616 pessoas, de Portugal, Brasil, Alemanha e Espanha.

A abertura do evento contou com as saudações dos presidentes da Federação Espírita Portuguesa (FEP), Vítor Féria, e da Câmara Municipal de Caldas da Rainha, Vitor Marques.

Um dos momentos altos da iniciativa foi a conferência de Alexander Moreira-Almeida, cientista e professor de psiquiatria da Universidade Federal de Juiz de Fora, no Brasil. Numa perspectiva científica, explicou o contexto de investigação dos chamados fenómenos espirituais. 

Conhecido como “cientista da imortalidade”, Alexander Moreira-Almeida lançou neste evento um livro científico, da sua autoria, que tem por título “Ciência da Vida após a Morte“, disponível em quatro línguas: inglês, português, espanhol e alemão. Reúne 25 anos de pesquisas científicas para demonstrar que a vida depois da vida não é uma crença, mas sim algo factual, assente nas leis da natureza.

Um outro assunto – “Espiritismo: uma fábrica de loucos?” – foi desenvolvido pela investigadora Angélica Almeida, historiadora e professora universitária com vários trabalhos publicados, que explicou como ocorreram as pressões exercidas sobre o movimento espírita brasileiro no início do século passado, e como ele se impôs ao longo do tempo com, por exemplo, as atividades de apoio social aos mais desfavorecidos. Fez notar, através do trabalho científico, que o espiritismo não é nenhuma fábrica de loucos.

Noémia Margarido e Ulisses Lopes conversaram com Carlos Miguel sobre o tema “Deus”.

“Allan Kardec, o homem que matou a morte” foi a matéria exposta pelo escritor e jornalista Jorge Gomes, seguindo-se o ator Edmundo Cezar com uma peça de teatro que simulava o dilema de um espírito desencarnado (falecido), em vias de reencarnar em Portugal.

O dia seguinte iniciou com Francisco Reis (gestor), que dissertou sobre “Experiências de Quase-Morte e Visões no Leito de Morte“.

Por sua vez, Vasco Marques (gestor) explicou as possibilidades da Inteligência Artificial (IA) em relação à doutrina espírita, e apresentou ao auditório a KatIA, uma IA dedicada ao espiritismo.

Joana Santos (médica) elevou o sentido de humor do auditório com stand up comedy, ajustada à temática das jornadas.

Gláucia Lima, médica psiquiatra, falou sobre “Reencarnação – evidências científicas e espiritismo”, com base em pesquisas publicadas recentemente um pouco por todo o mundo.

Ana Duarte (professora), expôs o tema “Pluralidade dos mundos habitados“, terminando deste modo o desdobramento de subtemas do programa.

Surgiu ainda oportunidade para um debate com os conferencistas.

A conferência que encerrou as jornadas foi “Como produzir mais ciência fora do véu material?”, com Alexander Moreira-Almeida.

O evento teve vários momentos artísticos que incluíram música e dança, tendo estado em exibição diversas exposições no átrio do CCC. Houve também sessões de autógrafos com diversos autores.

O auditório esgotou mas foi possível acompanhar o evento online através dos canais da Associação de Divulgadores de Espiritismo de Portugal no Youtube e no Facebook, de forma gratuita. Esses vídeos continuam disponíveis para quem os desejar ver.

O Centro de Cultura Espírita de Caldas da Rainha vai levar a cabo, no dia 5 de abril, às 21h00, na sua sede, uma conferência espírita subordinada ao tema “Nós e os outros”, com a professora Catarina Fernandes.  Posteriormente haverá a fluidoterapia (passe espírita) e o atendimento em privado. A atividade é gratuita. 

Últimas Notícias

EB de St.º Onofre convida população a participar numa Flash Mob

No âmbito das comemorações dos 30 anos da EB de St.º Onofre do Agrupamento de Escolas Raul Proença, vai ser realizada uma iniciativa de mobilização pela turma H do 5.º ano, no âmbito de um projeto interdisciplinar envolvendo as disciplinas de Cidadania e Desenvolvimento, Inglês, Educação Musical e Educação Física.

Bombeiros não querem ser associados a elemento participante em “reality show”

Os Bombeiros Voluntários do Bombarral emitiram um comunicado, assinado pelo comandante, Pedro Lourenço, e pelo presidente da associação humanitária, Vítor Garcia, em que repudiam ser associados a atitudes por parte de um dos seus elementos, Tiago Rodrigues, que esteve a participar no programa “Era uma vez na Quinta”, transmitido na SIC.