emissão em direto

Novo rumo no café-concerto do CCC sob exploração do antigo autarca Rui Jacinto

O café-concerto do Centro Cultural e de Congressos das Caldas da Rainha (CCC) reabriu com nova gerência. Rui Jacinto, antigo presidente da Junta de Freguesia de Salir de Matos, ganhou o concurso e está agora a explorar o café-concerto do CCC. Devolver à população o emblemático sítio no centro da cidade das Caldas da Rainha é o objetivo do empresário que quer que o espaço tenha “dinâmica e mais vida”. Pretende ser um lugar multifuncional, com uma aposta na gastronomia, música ao vivo, atividades culturais, festas temáticas e eventos diversos.

Sem experiência na área da restauração, Rui Jacinto, que é formador de Design e Geometria Descritiva, apostou neste novo projeto por considerar ser “um espaço com bastante potencial”. “Como autarca fiz parte durante oito anos do Conselho Fiscal da Culturcaldas, associação que geria o CCC e sempre vi o caféconcerto do CCC como um espaço confortável e atrativo”, revelou ao JORNAL DAS CALDAS.

Rui Jacinto é um apreciador de petiscos e pretende agora cimentar novamente a cozinha do café-concerto com preços mais acessíveis e que permita aproveitar ao máximo o espaço e também o bar. “Quero que as pessoas possam usufruir deste espaço com um bom petisco ou prato e um excelente vinho ou cocktail”, contou.

O responsável considera que o café-concerto “não pode funcionar com cozinha de autor, mas com boa comida a um preço razoável acessível a todas as pessoas, incluindo os estudantes que gostam de ir a este espaço estudar”.

“Vamos ter tostas e hambúrgueres para quem queira uma refeição mais ligeira”, contou.

Vai funcionar em complemento com a programação do CCC. “Em dias em que há espetáculos vamos estar abertos até mais tarde para que as pessoas possam beber um copo ou petiscar depois do concerto ou teatro”, disse Rui Jacinto.

Ao almoço e ao jantar haverá propostas à carta e também um prato do dia. A gastronomia de qualidade é uma aposta. “Não queremos uma ementa com muitas propostas. O intuito é ter um conjunto de pratos de qualidade e bem confecionados”, indicou, revelando que haverá também uma sopa do dia. 

Além do menu do dia, que fica a 12 euros com pão, prato e bebida, há hambúrgueres, saladas e linguini com camarão. Há ainda bife à plateia com arroz de feijão e batata frita e picanha com feijão preto.

Quanto aos petiscos, destaque para rissóis de camarão e leitão, chamuça de frango ou legumes, salada de polvo, chouriço assado, queijo seco ou com mel e nozes, tábua de enchidos e queijos, ovos rotos, picapau, camarão ao alho, bife concertado, bifana e prego.

Os preços dos pratos vão variar entre os 8 e os 15 euros. O restaurante está preparado para servir refeições para grupos. Tem também uma garrafeira com vários vinhos do país.

O responsável ficou com os dois funcionários que já trabalhavam no caféconcerto do CCC e criou mais dois lugares. No total são quatro trabalhadores e sempre que for preciso Rui Jacinto está disponível para ajudar na cozinha ou servir à mesa.

A chefe é uma jovem que trabalhava na cantina do Parque Tecnológico de Óbidos. “Todos os colaboradores têm que ser multifunções porque para já não conseguimos ter dois cozinheiros”, referiu, destacando que todos os funcionários têm experiência na área de restauração. 

Segundo adiantou, no início pretende-se uma abertura suave de adaptação com o intuito de testar o funcionamento do espaço. “Queremos fazer um trabalho bom, então queremos perceber o mercado e criar nestes primeiros meses uma interação com o público e a conquista dos clientes”, disse. O objetivo é “crescer o negócio em função da dinâmica que vai ganhando e tentar dar uma resposta àquilo que os clientes pedem”, adiantou.  A renda mensal ronda cerca de 850 euros.

Rui Jacinto quer convidar bandas locais dos mais variados géneros para atuar. O primeiro concerto com a nova gerência vai decorrer no dia 27 de janeiro. O próprio CCC vai organizar um concerto por mês.  

O horário de funcionamento é de segunda a quinta-feira das 10h00 às 22h00 e ⁠sexta-feira e sábado das 10h00 às 24h00. Domingos é dia de descanso, salvo se houver espetáculo.

Últimas Notícias

Preço médio da venda de casas nas Caldas aumentou 25.000€ em janeiro

O portal imobiliário Imovirtual divulgou nesta segunda-feira o seu barómetro relativo à evolução dos preços médios anunciados de arrendamento e venda no distrito de Leiria, fazendo uma comparação entre janeiro com o mês de dezembro. Nas Caldas da Rainha vender ficou mais caro, passando dos 300.000€ para os 325.000€ e arrendar ficou ligeiramente mais barato, passando de 950€ para 900€.

“Hawai de Alfeizerão” é investimento em campismo com charme

O conceito de acampar com elegância e charme vai ser explorado em breve em Alfeizerão, com a criação de um Parque de Glamping, Eco Resort e Parque de Autocaravanas intitulado “Hawai de Alfeizerão”, em construção no Casal da Ponte, num investimento que rondará entre 150 a 200 mil euros da Junta de Freguesia, com o apoio da Câmara Municipal de Alcobaça.

Secretário de Estado visitou Pousada da Juventude de Alfeizerão

No âmbito da iniciativa “ANDA (Conhecer Portugal)”, o Secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Correia, visitou a 5 de fevereiro a Pousada da Juventude de Alfeizerão e pôde testemunhar as suas boas condições de manutenção e gestão.

Movimento Viver o Concelho divulga atividades para este ano

A Associação Movimento Viver o Concelho (MVC), das Caldas da Rainha, divulgou o plano de atividades para 2024, anunciando que tem a sua equipa reforçada, novos projetos e “muita vontade de continuar a fazer um bom trabalho na comunidade”, manifestou Teresa Serrenho, responsável desta instituição.