emissão em direto

Preço médio da venda de casas nas Caldas aumentou 25.000€ em janeiro

O portal imobiliário Imovirtual divulgou nesta segunda-feira o seu barómetro relativo à evolução dos preços médios anunciados de arrendamento e venda no distrito de Leiria, fazendo uma comparação entre janeiro com o mês de dezembro. Nas Caldas da Rainha vender ficou mais caro, passando dos 300.000€ para os 325.000€ e arrendar ficou ligeiramente mais barato, passando de 950€ para 900€.

O portal imobiliário Imovirtual divulgou nesta segunda-feira o seu barómetro relativo à evolução dos preços médios anunciados de arrendamento e venda no distrito de Leiria, fazendo uma comparação entre janeiro com o mês de dezembro. Nas Caldas da Rainha vender ficou mais caro, passando dos 300.000€ para os 325.000€ e arrendar ficou ligeiramente mais barato, passando de 950€ para 900€.

No distrito de Leiria, comprar uma casa custa, em média, 260.000€. Quando comparado com dezembro, verificou-se uma subida (4%).

Os concelhos que registaram um maior aumento no preço médio das casas foram Ansião (+10,29%), Caldas da Rainha (+8,33%) e Castanheira de Pêra (+7,14%), onde os valores sobem de 68.000€ para os 75.000€, 300.000€ para os 325.000€ e 70.000€ para os 75.000€, respetivamente.

Figueiró de Vinhos (-7,14%) e Óbidos (-5,66%) são os concelhos que, face a dezembro do ano passado, registaram uma maior quebra do preço médio de venda, passando de 75.000€ para os 70.000€ e 477.000€ para os 450.000€, respetivamente.

Peniche manteve-se nos 280.000€, Nazaré nos 299.000€ e Pombal em 199.000€. Alcobaça passou dos 267.000€ para 280.00€ (+4,87%), Alvaiázere diminuiu de 80.000€ para 79.000€ (-1,25%), Batalha aumentou de 205.000€ para 210.000€ (+2,44%), Bombarral oscilou de 240.000€ para 242.500€ (+1.04%), Leiria de 274.950€ para 275.000€ (+0,02%), Marinha Grande de 186.000€ para 193.500€ (+4,27%), Pedrógão Grande 76.500€ para 75.000€ (-1,96%) e Porto de Mós de 150.000€ para 149.600€ (-0,27%).

O concelho de Figueiró de Vinhos destaca-se como o mais barato para comprar casa, em janeiro (70.000€). Já Óbidos, Caldas da Rainha e Nazaré são os concelhos mais caros, 450.000€, 325.000€ e 299.000€, respetivamente.

A nível nacional, verifica-se uma subida em janeiro, em relação a dezembro (+2%), fixando-se em 325.000€. Em comparação com o período homólogo de 2023, que registou um valor médio de venda de 290.000€, há um aumento de 12%, com as casas a ficarem quase 35.000€ mais caras.

Arrendar uma casa custa, em média 900€, um aumento de 1% face a dezembro. Marinha Grande (7,14%) e Leiria (6,25%) são os concelhos com maior aumento da renda média em janeiro, face ao mês passado, com os valores a subirem para os 750€ e 850€, respetivamente.

Nazaré (-10%), Óbidos (-5,36%) e Caldas da Rainha (-5,26%) foram os concelhos em que se registou uma descida dos preços médios, para 900€, 2.650€ e 900€, respetivamente.

Marinha Grande (750€), Alcobaça (800€) e Leiria (850€) são os concelhos com as rendas médias mais baixas e Óbidos o concelho com a renda mais alta (2.650€), acima dos 2.000€, seguindo-se Peniche (925€), Nazaré e Caldas da Rainha (ambos com 900€).

A nível nacional, em relação ao valor médio dos imóveis para arrendar, verifica-se um aumento na renda média de 36%, estando este valor 340€ mais caro, quando comparado com o mesmo período do ano passado. Apesar de em janeiro ter existido um aumento (8%), esta subida tem sido mais ligeira, com os valores médios a fixarem-se agora em 1.290€.

Últimas Notícias

“Hawai de Alfeizerão” é investimento em campismo com charme

O conceito de acampar com elegância e charme vai ser explorado em breve em Alfeizerão, com a criação de um Parque de Glamping, Eco Resort e Parque de Autocaravanas intitulado “Hawai de Alfeizerão”, em construção no Casal da Ponte, num investimento que rondará entre 150 a 200 mil euros da Junta de Freguesia, com o apoio da Câmara Municipal de Alcobaça.

Secretário de Estado visitou Pousada da Juventude de Alfeizerão

No âmbito da iniciativa “ANDA (Conhecer Portugal)”, o Secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Correia, visitou a 5 de fevereiro a Pousada da Juventude de Alfeizerão e pôde testemunhar as suas boas condições de manutenção e gestão.

Movimento Viver o Concelho divulga atividades para este ano

A Associação Movimento Viver o Concelho (MVC), das Caldas da Rainha, divulgou o plano de atividades para 2024, anunciando que tem a sua equipa reforçada, novos projetos e “muita vontade de continuar a fazer um bom trabalho na comunidade”, manifestou Teresa Serrenho, responsável desta instituição.

Caldense é cabeça de lista do Volt

No dia 10 de fevereiro, pelas 16h00, haverá na Expoeste, nas Caldas da Rainha, um evento de apresentação da candidatura do partido Volt, pelo círculo eleitoral de Leiria.