emissão em direto

Realizador caldense estreia documentário na RTP2

A partir da década de sessenta do século passado, um semanário de uma pequena localidade da Beira Interior intitulado “Jornal do Fundão” consegue cativar para escreverem nas suas páginas alguns dos maiores intelectuais da língua portuguesa, tais como José Saramago, Carlos Drummond de Andrade, José Cardoso Pires, Mário Cesariny, Eugénio de Andrade, Alves Redol, José […]

A partir da década de sessenta do século passado, um semanário de uma pequena localidade da Beira Interior intitulado “Jornal do Fundão” consegue cativar para escreverem nas suas páginas alguns dos maiores intelectuais da língua portuguesa, tais como José Saramago, Carlos Drummond de Andrade, José Cardoso Pires, Mário Cesariny, Eugénio de Andrade, Alves Redol, José Gomes Ferreira, Luiz Pacheco, Ruy Belo, Ana Hatherly, entre muitos outros. 

Com o objectivo de tentar explanar os fatores que levaram a este fenómeno ímpar da imprensa nacional, o realizador caldense Miguel Costa desenvolveu um documentário de cinquenta e cinco minutos, no qual se intercalam a recriação das principais crónicas e reportagens do jornal, com declarações de figuras relevantes do jornalismo e da história do periódico fundanense, entre as quais João Figueira, Fernando Paulouro, José Carlos de Vasconcelos, Maria José Paulouro e António Paulouro. 

Este é um filme documental que nos leva a reviver a experiência do leitor do “Jornal do Fundão”, através de uma viagem onírica pelo jornalismo de causas. Tem estreia marcada para o próximo dia 20, às 20h30 na RTP2.

Últimas Notícias

Aluna caldense “Embaixadora UC à Frente” 

A caldense Beatriz Lopes, estudante do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas na Universidade de Coimbra, recebeu o prémio “UC à Frente”, atribuído pela Reitoria da Universidade de Coimbra (UC).

Vigília com “abraço” ao hospital das Caldas da Rainha

Uma vigília que terminou com um cordão humano em frente à urgência do hospital das Caldas da Rainha foi a forma encontrada pela população para exigir medidas do Governo para melhorar as condições em que trabalham os profissionais de saúde. O alerta foi feito na noite da passada sexta-feira.

Barco de pesca encalhou na Consolação

Um barco de pesca encalhou na madrugada desta terça-feira a sul da Consolação, ao largo de Peniche, com cinco pescadores a bordo, que conseguiram chegar a terra sem problemas numa balsa salva-vidas.

VMER volta a ter mais saídas para situações de trauma

A Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) das Caldas da Rainha no serviço de urgência do Centro Hospitalar do Oeste (CHO) voltou à situação “normal” de seis a sete saídas por turno de oito horas, número que havia reduzido nos dois últimos anos de pandemia. No dia 15 de maio foi celebrado o 20º aniversário da VMER.