emissão em direto

Teatro da Rainha divulga programação de maio

No dia 20 de maio, às 15h, no âmbito da programação de Diga 33 – Poesia no Teatro, será realizado no Pequeno Auditório do Centro Cultural e de Congressos das Caldas da Rainha, um colóquio dedicado a Armando Silva Carvalho, poeta nascido em Olho Marinho, Óbidos, e falecido em Caldas da Rainha, onde também estudou, e que é um dos mais relevantes escritores portugueses da segunda metade do século XX.

No dia 20 de maio, às 15h, no âmbito da programação de Diga 33 – Poesia no Teatro, será realizado no Pequeno Auditório do Centro Cultural e de Congressos das Caldas da Rainha, um colóquio dedicado a Armando Silva Carvalho, poeta nascido em Olho Marinho, Óbidos, e falecido em Caldas da Rainha, onde também estudou, e que é um dos mais relevantes escritores portugueses da segunda metade do século XX.

Os convidados serão Ana Marques Gastão, amiga de Armando Silva Carvalho, com quem assinou o livro “Três Vezes Deus”, José Manuel de Vasconcelos, autor do ensaio que precede a reunião da poesia de Armando Silva Carvalho, a crítica literária Teresa Carvalho e o poeta e ensaísta José Ricardo Nunes.

No mesmo dia, às 21h30, na Sala Estúdio, e no dia 21, às 16h, será acolhida uma produção da Companhia de Teatro de Almada. “Music-Hall”, peça de Jean-Luc Lagarce, encenada por Rogério de Carvalho, é uma metáfora da precariedade no mundo do espetáculo. Em cena, uma cantora de music-hall em decadência, ladeada por dois acólitos, conta a sua história, que expõe o percurso de uma vedeta atuando toda a vida em salas de segunda ordem.

Ainda em maio, arranca em digressão “Police Machine”, de Joseph Danan. No dia 24 estará na Covilhã, no Teatro das Beiras, e nos dias 27 e 28 na Companhia de Teatro de Almada. Encenada pelo próprio autor, esta peça procura levar à cena a brutalidade urbana, em que a violência é abordada como uma pulsão que atravessa as personagens e que é omnipresente no mundo. Em palco Beatriz Antunes, Mafalda Taveira, Marta Taveira, Fábio Costa, Fernando Mora Ramos e Nuno Machado interpretam carrascos transformados em vítimas, porque nem todas as vítimas são inocentes e nem todos os criminosos são automaticamente culpados.

Em maio, o Teatro da Rainha dará início aos trabalhos em torno de “Os Míseros – Prantos, Loas, Lamentos e Pregões”, espetáculo a apresentar em julho. Trata-se de uma montagem de textos de Gil Vicente, trabalhada pelo encenador Fernando Mora Ramos, seguida de uma peça inédita de Henrique Manuel Bento Fialho, intitulada “S.N.S.”, que estabelece uma relação entre o “Auto de São Martinho” e o “Livro do Compromisso”, documento fundador do Hospital Termal.

Últimas Notícias

Inaugurado na Usseira o Óbidos Off-Road Center

Foi inaugurada no passado sábado a primeira fase do Óbidos Off-Road Center, um projeto museológico na área dos veículos de todo-o-terreno “vintage”, localizado na Usseira, que terá também uma componente pedagógica.

Reunião de emergência sobre a Lagoa de Óbidos

As câmaras municipais das Caldas da Rainha e de Óbidos querem criar um grupo de trabalho para estudar hipóteses de viabilidade de regularização definitiva da ligação da “aberta”.