emissão em direto

Hospital promoveu Concurso de Bolas de Natal

A Equipa Comunitária de Saúde Mental para a População Adulta (ECSM) do Centro Hospitalar do Oeste (CHO) foi a vencedora do Concurso de Bolas de Natal promovido por aquela instituição.

A Equipa Comunitária de Saúde Mental para a População Adulta (ECSM) do Centro Hospitalar do Oeste (CHO) foi a vencedora do Concurso de Bolas de Natal promovido por aquela instituição.

Segundo a equipa vencedora, “a bola foi inspirada nos valores da família, aqui representada pelo presépio, que são partilhados pela equipa comunitária”.

É no âmbito desse espírito, que a “família” ECSM assegura os seus cuidados “com base no respeito, empatia, união e compaixão ao próximo, assumindo um espírito de compromisso e responsabilidade para com os utentes e suas famílias”.

Para construir esta bola de natal foram utilizados dois frascos de terapêutica injetável, um frasco de solvente, caixa de medicação e bula, compressas, penso rápido, elásticos, agulha e invólucro de plástico, saco de plástico e um adesivo castanho.

A equipa vencedora recebeu como prémio um cabaz de natal, entregue pela presidente do conselho de administração do CHO, Elsa Baião, e por elementos da Comissão de Humanização, que agradeceram o empenho desta equipa e de todos aqueles que participaram neste concurso.

No total participaram 18 equipas que apresentaram várias bolas originais, onde foram utilizados materiais como seringas, luvas, frascos de medicamentos e ligaduras, entre outros.

Últimas Notícias

EB de St.º Onofre convida população a participar numa Flash Mob

No âmbito das comemorações dos 30 anos da EB de St.º Onofre do Agrupamento de Escolas Raul Proença, vai ser realizada uma iniciativa de mobilização pela turma H do 5.º ano, no âmbito de um projeto interdisciplinar envolvendo as disciplinas de Cidadania e Desenvolvimento, Inglês, Educação Musical e Educação Física.

Bombeiros não querem ser associados a elemento participante em “reality show”

Os Bombeiros Voluntários do Bombarral emitiram um comunicado, assinado pelo comandante, Pedro Lourenço, e pelo presidente da associação humanitária, Vítor Garcia, em que repudiam ser associados a atitudes por parte de um dos seus elementos, Tiago Rodrigues, que esteve a participar no programa “Era uma vez na Quinta”, transmitido na SIC.