emissão em direto

Presidente da República em Óbidos para evocar encontro de capitães

A Comissão Comemorativa dos 50 anos do 25 de Abril evoca nesta sexta-feira em Óbidos, na Casa da Música, o cinquentenário do encontro de 180 capitães na vila, a 1 de dezembro de 1973, que foi determinante para a organização do Movimento das Forças Armadas e acabaria por, em poucos meses, conduzir à decisão de derrubar o regime. 

A Comissão Comemorativa dos 50 anos do 25 de Abril evoca nesta sexta-feira em Óbidos, na Casa da Música, o cinquentenário do encontro de 180 capitães na vila, a 1 de dezembro de 1973, que foi determinante para a organização do Movimento das Forças Armadas e acabaria por, em poucos meses, conduzir à decisão de derrubar o regime. 

O evento conta com a participação de José Piteira Santos, Vasco Lourenço e José Gonçalves Novo, que vão partilhar as suas memórias desse encontro clandestino.

A iniciativa tem organização conjunta da Associação 25 de Abril e da Câmara Municipal de Óbidos. 

O programa começa às 14h30, com um encontro na Porta da Vila (entrada da muralha), seguindo-se o descerramento de uma placa evocativa. Na sessão de abertura intervirão o presidente da Câmara de Óbidos, Filipe Daniel, o presidente da Associação 25 de Abril, Vasco Lourenço, e o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

Haverá um concerto da Jovem Orquestra Portuguesa e a comissária executiva da Comissão Comemorativa dos 50 anos do 25 de Abril, Maria Inácia Rezola, encerra o evento.

Entretanto, a banda da Sociedade Musical e Recreativa Obidense (SMRO), juntamente com o cantor Manuel Freire, realiza um concerto pelas 21 horas, na Praça da Criatividade, em Óbidos, que irá homenagear o espírito da Revolução dos Cravos através da interpretação de várias músicas alusivas à época. As entradas são livres.

Últimas Notícias

“Palestina Livre” juntou dezenas de caldenses

Dezenas de pessoas participaram numa vigília pela situação que se vive na Palestina, ao princípio da noite de 3 de fevereiro, depois de se terem reunido na Casa dos Barcos, no Parque D. Carlos I, para discutir o tema.

Preço médio da venda de casas nas Caldas aumentou 25.000€ em janeiro

O portal imobiliário Imovirtual divulgou nesta segunda-feira o seu barómetro relativo à evolução dos preços médios anunciados de arrendamento e venda no distrito de Leiria, fazendo uma comparação entre janeiro com o mês de dezembro. Nas Caldas da Rainha vender ficou mais caro, passando dos 300.000€ para os 325.000€ e arrendar ficou ligeiramente mais barato, passando de 950€ para 900€.