emissão em direto

Telmo Faria é o cabeça de lista por Leiria da Aliança Democrática

Telmo Faria, antigo presidente da Câmara de Óbidos e empresário no ramo da hotelaria, vai ser o candidato Aliança Democrática (AD), coligação que junta PSD, CDS e PPM, pelo círculo eleitoral de Leiria nas próximas eleições legislativas, marcadas para o dia 10 de março.

Em declarações ao JORNAL DAS CALDAS Telmo Faria disse que aceitou o convite que lhe foi feito no passado domingo. “Sou cabeça de lista por Leiria da AD às próximas legislativas”, revelou o antigo autarca.

Telmo Faria referiu que aceitou ser candidato a deputado à Assembleia da República para dar o seu contributo para a mudança política. “Preocupa-me a situação atual do país e essa foi a razão muito forte que extravasa os meus planos de vida relacionados com os projetos na área de hotelaria em que me tenho dedicado nos últimos dez anos”, afirmou.

O antigo presidente do Município de Óbidos salientou que “acabámos uma maioria absoluta que foi interrompida pela demissão do Primeiro-Ministro e as sondagens colocam o Partido Socialista em empate técnico com o maior partido da oposição e agora com a coligação”, questionando o que se está a “passar com os portugueses que continuam tão resignados e conformados com os problemas nos setores da Saúde, Educação e Habitação, que são sintomas de pobreza”.

O candidato considera que estamos a viver um período “muito complicado da democracia portuguesa, curiosamente na sua maior celebração. São 50 anos com muitas ameaças ao sistema político e com um crescimento brutal do populismo”. Para o social-democrata, é preciso “construir soluções que sejam credíveis, estruturadas e bem pensadas para criar riqueza, para dar futuro aos jovens, que segundo um artigo do Expresso um terço tenciona emigrar”.

No seu entender, fica muito difícil “criticar a situação atual do país” e depois “dizer não a uma participação e intervenção ativa”.

Questionado sobre o que a AD tem que fazer para ganhar as eleições, o antigo autarca referiu que tem que “convencer os eleitores que não podem desperdiçar o seu voto como um de protesto”. “Precisamos de ser mais ambiciosos e ter alguém que venha abrir a economia portuguesa”, afirmou, acrescentando que o grande desafio da AD “é trazer esse discurso de transformação e motivar e mobilizar os eleitores para um voto que tenha essa eficácia”.

O candidato falou ainda do investimento estrangeiro que fugiu de Portugal. “Nos últimos anos só conseguimos atrair estrangeiros para comprar casas”, sublinhou.

“Temos de virar a página deste empobrecimento geral”, salientou, manifestando que “temos que nos unir contra este problema político no país criado pelo PS”. “Vamos ter que ser mais atrativos e eficazes da forma como comunicamos com as pessoas e ser mais inteligentes para lutar contra o crescimento do populismo, que é a grande luta da democracia”, adiantou.  

Telmo Faria destacou as palavras do líder do PSD, Luís Montenegro, quando o convidou para liderar a lista: “Precisamos de pessoas que concretizem coisas no terreno e tu tiveste e tens essa marca no distrito de Leiria, as pessoas gostam de ti, então se puderes tirar um bocadinho para dares tua colaboração”. “É altura de eleições e há que ajudar”, acrescentou, lembrando que fez “doze anos numa câmara a viver intensamente a política” e esteve “dez anos a acumular experiência profissional”.

A lista de candidatos a deputados no distrito de Leiria pela AD apresenta os seguintes nomes: 1º Telmo Faria; 2º Hugo Oliveira; 3º Sofia Carreira; 4º João Santos; 5º Ricardo Carvalho; 6º Liliana Sousa; 7º Célia Freire; 8º CDS-PP; 9º João Cerejo; 10º Cristina Leitão. Suplentes: 1º André Marques; 2º Ana Ferreira; 3º Carlos Caetano; 4º Selma Santos; 5º Alda Correia.

 “O PSD das Caldas tem várias hipóteses em cima da mesa”

Questionado se também foi convidado para ser o cabeça-de-lista do PSD à Câmara das Caldas nas próximas eleições autárquicas, Telmo Faria respondeu que “não posso aceitar funções que impliquem uma dedicação exclusiva”. “O PSD das Caldas tem várias hipóteses em cima da mesa e tem havido uma vontade de poder ajudar a construir uma solução para que tenha um protagonista que devolva uma certa dinâmica ao concelho”, contou.

“É difícil eu ser candidato à presidência da Câmara das Caldas, querendo eu manter o cargo de deputado, onde posso conciliar uma vida empresarial”, adiantou, referindo ainda que “nunca podemos dizer nunca, porque não sabemos o que a vida nos reserva”.

Últimas Notícias

EB de St.º Onofre convida população a participar numa Flash Mob

No âmbito das comemorações dos 30 anos da EB de St.º Onofre do Agrupamento de Escolas Raul Proença, vai ser realizada uma iniciativa de mobilização pela turma H do 5.º ano, no âmbito de um projeto interdisciplinar envolvendo as disciplinas de Cidadania e Desenvolvimento, Inglês, Educação Musical e Educação Física.

Bombeiros não querem ser associados a elemento participante em “reality show”

Os Bombeiros Voluntários do Bombarral emitiram um comunicado, assinado pelo comandante, Pedro Lourenço, e pelo presidente da associação humanitária, Vítor Garcia, em que repudiam ser associados a atitudes por parte de um dos seus elementos, Tiago Rodrigues, que esteve a participar no programa “Era uma vez na Quinta”, transmitido na SIC.