emissão em direto

próximo programa

Ver programação completa

Campanha sensibiliza para o não abandono de animais de companhia

O Município do Cadaval tem em marcha uma campanha de sensibilização junto da população, em articulação com a DGAV – Direção-Geral de Alimentação e Veterinária. O intuito é o de evitar a reprodução excessiva dos animais de companhia, reduzindo assim o abandono e os subsequentes problemas de saúde pública.

A campanha sustenta-se na divulgação de cartazes em todas as freguesias, na difusão de um vídeo promocional nas redes sociais e na distribuição de folhetos informativos pelas escolas e serviços de atendimento locais.

O objetivo é sensibilizar para o problema da sobrepopulação de cães e gatos e para a tomada de consciência cívica de todos os que têm animais de companhia para a importância da esterilização.

“A esterilização de animais é um ato de responsabilidade, dado que impede a reprodução dos animais, trazendo, paralelamente, inúmeros benefícios à sua saúde, quer em cães como em gatos de ambos os sexos. Esterilizar reduz a agressividade, proporciona uma vida mais longa aos animais de estimação, reduz o abandono e a superpopulação. Diminui, por outro lado, o risco de cancro uterino e mamário, nas fêmeas, e de cancro testicular, nos machos”, refere a autarquia.

No âmbito das campanhas de esterilização de cães e gatos de companhia promovidas pela DGAV, o Município do Cadaval realizou, nos últimos dois anos, através de colaboração com a Associação Protetora de Animais do Cadaval, a esterilização de um total de 75 animais.

Últimas Notícias

Equipa do Acrotramp vence Scalabis Cup

Decorreu nos dias 8, 9 e 10 de julho, a Scalabis Cup, competição Internacional de ginástica, no Pavilhão Desportivo Municipal de Santarém, reunindo cerca de 500 ginastas em representação de vários países. O Acrotramp Clube de Caldas esteve representado nesta competição com seis ginastas seniores de 1ª divisão e elite (três em duplo minitrampolim e três em tumbling).

Caldas da Rainha esteve em alerta mas DGS corrigiu números

A Direção-Geral da Saúde procedeu na passada segunda-feira a uma correção da incidência cumulativa a 14 dias por 100 mil habitantes nas Caldas da Rainha, para o período de 24 de junho a 7 de julho, o que retirou o concelho do estado de alerta em que havia sido colocado indevidamente por resolução do Conselho de Ministros na quinta-feira anterior.