emissão em direto

próximo programa

Ver programação completa

Carlos Pinto Machado candidata-se à Câmara pelo Partido da Terra

Carlos Pinto Machado anunciou que será candidato independente à presidência da Câmara Municipal de Óbidos pelo MPT-Partido da Terra nas próximas eleições autárquicas.

Com 55 anos, casado e pai de dois filhos, de 21 e 26 anos, e com estudos superiores em Gestão, é empresário do imobiliário e turismo, sendo administrador da marca Canivari’s Portugal.

Com uma carreira de cerca de 25 anos no setor financeiro, foi indigitado para presidente do Rotary Club das Caldas da Rainha para o ano 2022/2023.

Foi fundador da concelhia do CDS-PP em Óbidos, onde foi dirigente local, tendo sido também dirigente distrital e conselheiro nacional deste partido, para além de ter concorrido pelo CDS à Câmara de Óbidos em 2013 e 2017, não tendo sido eleito.

“Existe um vazio de ideias e de ações que visem melhorar as condições de vida dos obidenses”, afirma Pinto Machado, que adianta que “estamos fartos de direita e de esquerda que só se preocupam com as suas dinâmicas partidárias”.

Segundo Pinto Machado, “impõe-se olhar para o concelho de Óbidos de forma integrada, num todo, construir soluções para a população e para o desenvolvimento económico e sustentável do concelho”.

“Somos um concelho rural, envelhecido e empobrecido. Existe uma grande faixa da população que precisa de apoio solidário, que sobrevive com pensões rurais que considero absolutamente indignas. A população jovem não tem oferta de habitação a preços acessíveis, não tem emprego. Nem todos os jovens têm de ser licenciados. É imperativo criar carreiras profissionais apostando em áreas de formação profissional adequadas às necessidades do concelho, o que não existe atualmente e os jovens têm de deixar a sua terra na busca de emprego”, manifesta o candidato.

“Se for eleito presidente tornarei o concelho de Óbidos apetecível para os investidores. Farei aquilo que nos últimos vinte anos não conseguiram fazer”, promete.

Quanto ao turismo, refere que “tem de se criar dinâmicas promocionais que visem atrair turismo de qualidade que permaneça no concelho por mais do que um dia, que utilize as estruturas de alojamento existentes, desenvolva a restauração e o comércio local”.

“Tenho profissão e rendimentos que me permitem não precisar de emprego político. Estou uma vez mais disponível para servir o concelho e a sua população se assim o decidirem”, declara, revelando que o lema da candidatura é “O nosso partido é Óbidos. Primeiro os da Terra!”.

Últimas Notícias

Equipa do Acrotramp vence Scalabis Cup

Decorreu nos dias 8, 9 e 10 de julho, a Scalabis Cup, competição Internacional de ginástica, no Pavilhão Desportivo Municipal de Santarém, reunindo cerca de 500 ginastas em representação de vários países. O Acrotramp Clube de Caldas esteve representado nesta competição com seis ginastas seniores de 1ª divisão e elite (três em duplo minitrampolim e três em tumbling).

Caldas da Rainha esteve em alerta mas DGS corrigiu números

A Direção-Geral da Saúde procedeu na passada segunda-feira a uma correção da incidência cumulativa a 14 dias por 100 mil habitantes nas Caldas da Rainha, para o período de 24 de junho a 7 de julho, o que retirou o concelho do estado de alerta em que havia sido colocado indevidamente por resolução do Conselho de Ministros na quinta-feira anterior.