emissão em direto

Edifício administrativo é principal investimento camarário

A Câmara do Cadaval vai ter um orçamento de 14,7 milhões de euros para 2022, valor superior em 200 mil euros ao do ano passado.

A Câmara do Cadaval vai ter um orçamento de 14,7 milhões de euros para 2022, valor superior em 200 mil euros ao do ano passado.

As prioridades passam por concluir a reabilitação das antigas oficinas municipais e zona envolvente (inscritos 700 mil euros para um investimento total de 1,3 milhões de euros) e as obras de conservação e valorização da Real Fábrica do Montejunto (700 mil de 1 milhão de euros), bem como a execução das intervenções de valorização do património natural e cultural da Serra do Montejunto (135 mil euros).

A autarquia tem também previstas verbas para a conclusão da construção do edifício administrativo no Parque de Serviços Urbanos (100 mil euros de 2 milhões de euros), para a habitação social (333 mil euros), para a construção do gatil intermunicipal (119 mil euros de 300 mil) e para a reabilitação do mercado municipal (300 mil euros).

O município prevê uma diminuição de despesa de capital, de 5,1 milhões de euros para 4,6, “em virtude de se encontrarem executadas quase na totalidade as obras comparticipadas pelo atual quadro comunitário”, é justificado no documento, revela a agência Lusa.

Verifica-se um aumento das despesas com bens de consumo e gastos com pessoal, passando de 4,4 para 4,7 milhões de euros).

Prevê-se a manutenção das receitas dos impostos diretos (2,4 milhões de euros).

Os valores a arrecadar com o Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) deverão subir de 1,4 para 1,5 milhões, o que levou o município a aprovar uma redução da taxa de IMI a aplicar sobre os prédios urbanos de 0,375% para 0,365% – o limite mínimo legal é de 0,3 e o máximo de 0,45%.

Também é expectável uma subida das receitas do Imposto Municipal sobre Transmissões Onerosas de Imóveis (IMT), de 485 mil euros para 509 mil euros, e do IRS de 329 mil euros para 352 mil euros, o que também explica a redução da participação do município de 4% para 3,75% na arrecadação do imposto.

Na Assembleia Municipal houve 17 votos a favor (PSD), 10 contra (PS) e uma abstenção (CDU).

Últimas Notícias

Suspeito de esfaqueamento detido pela Judiciária

Um homem de 24 anos que tentou matar outro com uma faca, no ano passado em Rio Maior, foi detido no dia 24 de maio pelo Departamento de Investigação Criminal de Leiria da Polícia Judiciária em Ferrel, no concelho de Peniche.

João Almeida com Covid-19 desiste do Giro d’Italia

A 18ª etapa do Giro d’Italia, nesta quinta-feira, fica marcada pela ausência do ciclista caldense João Almeida, que acusou positivo à Covid-19, sendo assim forçado a abandonar a prova, quando ocupava o quarto lugar, a 1 minuto e 54 segundos do líder e a 49 segundos do pódio.

Aluna caldense “Embaixadora UC à Frente” 

A caldense Beatriz Lopes, estudante do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas na Universidade de Coimbra, recebeu o prémio “UC à Frente”, atribuído pela Reitoria da Universidade de Coimbra (UC).