emissão em direto

Eleitos alunos e escolas que vão representar o Círculo Eleitoral de Leiria no Parlamento dos Jovens

Realizou-se, no dia 5 de março, no auditório da Escola Superior de Educação e Ciências Socias de Leiria, a Sessão Distrital de Leiria do Ensino Secundário do Programa Parlamento dos Jovens, onde se tomaram as deliberações ao nível do círculo eleitoral de Leiria e se elegeram os deputados à Sessão Nacional, que se realiza na Assembleia da República, nos dias 27 e 28 de maio.

Realizou-se, no dia 5 de março, no auditório da Escola Superior de Educação e Ciências Socias de Leiria, a Sessão Distrital de Leiria do Ensino Secundário do Programa Parlamento dos Jovens, onde se tomaram as deliberações ao nível do círculo eleitoral de Leiria e se elegeram os deputados à Sessão Nacional, que se realiza na Assembleia da República, nos dias 27 e 28 de maio.

Na mesa da sessão de abertura estiveram presentes a vice-presidente da Câmara Municipal de Leiria, Anabela Graça, o diretor da Escola Superior de Educação e Ciências Sociais de Leiria, Pedro Morouço, a representante da Direção de Serviços Regional de Educação do Centro, Cristina Ferreira, a diretora regional do Centro do Instituto Português do Desporto e Juventude, Catarina Durão, e o jovem presidente da Sessão Distrital, Vicente Alves, da Escola Secundária Rafael Bordalo Pinheiro, das Caldas das Rainha.

Na sessão estiveram 31 escolas com 96 deputados, tendo sido eleitos para representarem o Círculo Eleitoral de Leiria na Sessão Nacional os seguintes estabelecimentos de ensino e respetivos deputados e deputadas: Escola Básica e Secundária Fernão do Pó, Bombarral – Deputados: Rodrigo Mendes (Porta-Voz) | Vera Silva Gonçalves; Externato Cooperativo da Benedita – Deputados: Martim Carvalho | Marta Filipa Couto Luís; Escola Secundária D. Inês de Castro, Alcobaça – Deputados: Guilherme Paulino Freire | Inês de Sousa Gomes; Escola Secundária Rafael Bordalo Pinheiro, Caldas da Rainha – Deputados: Madalena Mestre | Madalena Caroço.

Escolas Suplentes: 1.º – Agrupamento de Escolas Henrique Sommer, Maceira – Deputados: Margarida Soares Matias I Manuel João Videira Francisco; 2º – Agrupamento de Escolas São Martinho do Porto – Deputados: Rodrigo Carvalho | Miguel Madeira.

O tema proposto em nome do Círculo Eleitoral de Leiria à Comissão Parlamentar de Educação e Ciência para debate no próximo ano letivo é “As Migrações: abrir ou fechar portas?”.

No distrito de Leiria o Programa Parlamento dos Jovens envolveu 32 escolas, 780 alunos, 13.570 eleitores inscritos, 5.572 votantes, 78 listas e 211 turmas.

A mesa que conduziu a sessão distrital foi constituída pelo presidente Vicente Alves, o vice-presidente Kaixin Cheng, do Agrupamento de Escolas São Martinho do Porto e pela secretária Iara Sebastião, do Agrupamento de Escolas Henrique Sommer, Maceira.

O programa Parlamento dos Jovens é uma iniciativa da Assembleia da República, dirigida aos jovens dos 2.º e 3.º ciclos do ensino básico e do ensino secundário, de escolas do ensino público, privado e cooperativo do Continente, das Regiões Autónomas e dos círculos da Europa e de Fora da Europa.

A Assembleia da República, através da Equipa Parlamento dos Jovens, assegura a coordenação geral da execução do programa, em parceria com outras entidades, entre as quais o Instituto Português do Desporto e Juventude.

O Parlamento do Jovens tem por objectivo promover a educação para a cidadania e o interesse dos jovens pela participação cívica e pelo debate de temas de atualidade.

O Projeto de Recomendação à Assembleia da República dos deputados do círculo de Leiria visa a “criação de um plano de integração juvenil, supervisionado pelo psicólogo escolar, onde alunos portugueses e de outras nacionalidades possam desenvolver atividades em grupo, promovendo a integração e a conquista da fluência (em alguns casos a aprendizagem) da língua portuguesa”.

Igualmente a “atualização e igualdade na disciplina de cidadania, sendo que seria no 12º ano uma hora semanal obrigatória no ensino regular, com exceção do ensino profissional que incluía na disciplina de área de integração, com obrigatoriedade de atualização de temas com o nome AIVA (Área de Integração à Vida Adulta)”.

A implementação do projeto” Escola Acessível”, que consiste na implementação de fundos para melhorar as infraestruturas, tornando-as mais acessíveis, a atribuição curricular da disciplina de português, língua não materna a todos os alunos provenientes de países lusófonos, e dotar todas as salas de aula com quadros, projetores, ligações à Internet com banda e velocidade adequada, bem como dotar as escolas de equipamentos e materiais de diversas áreas que permitam potencializar o desenvolvimento da ciência, assim como infraestruturas para alunos com deficiências motoras como rampas de acesso e elevadores próprios, constam do Projeto de Recomendação aprovado na Sessão Distrital.

Últimas Notícias

EB de St.º Onofre convida população a participar numa Flash Mob

No âmbito das comemorações dos 30 anos da EB de St.º Onofre do Agrupamento de Escolas Raul Proença, vai ser realizada uma iniciativa de mobilização pela turma H do 5.º ano, no âmbito de um projeto interdisciplinar envolvendo as disciplinas de Cidadania e Desenvolvimento, Inglês, Educação Musical e Educação Física.

Bombeiros não querem ser associados a elemento participante em “reality show”

Os Bombeiros Voluntários do Bombarral emitiram um comunicado, assinado pelo comandante, Pedro Lourenço, e pelo presidente da associação humanitária, Vítor Garcia, em que repudiam ser associados a atitudes por parte de um dos seus elementos, Tiago Rodrigues, que esteve a participar no programa “Era uma vez na Quinta”, transmitido na SIC.