emissão em direto

Montepio anuncia projetos para 2022

O Conselho de Administração do Montepio Rainha D. Leonor anunciou que vai iniciar neste mês de janeiro as obras de requalificação do piso 0 da Casa de Saúde. Os trabalhos incidirão na entrada e fachada do edifício que dá acesso ao Serviço de Atendimento Permanente (SAP) assim como toda a zona de receção.

O Conselho de Administração do Montepio Rainha D. Leonor anunciou que vai iniciar neste mês de janeiro as obras de requalificação do piso 0 da Casa de Saúde. Os trabalhos incidirão na entrada e fachada do edifício que dá acesso ao Serviço de Atendimento Permanente (SAP) assim como toda a zona de receção.

A obra, que terá a duração de cerca de dois meses, decorrerá por fases, não interrompendo as atividades normais da unidade de saúde. O objetivo é, segundo Francisco Rita, presidente do conselho de administração, dar uma nova imagem ao Montepio. Não foi revelado o orçamento, por estar à espera de propostas finais.

Outra novidade é o parque de estacionamento do Montepio Rainha D. Leonor que passa a funcionar 24 horas por dia com o sistema da via verde, de forma a ser mais rentabilizado. Haverá também uma máquina de cobrança automática do sistema de multibanco.

Estarão também disponíveis alguns espaços de estacionamento que poderão ser reservados mediante pagamento mensal.

O dirigente reuniu com o JORNAL DAS CALDAS na passada terça-feira para fazer o ponto de situação da atividade da instituição, uma vez que “estamos a iniciar um ano novo”. A assembleia geral de dezembro foi adiada devido à pandemia e Francisco Rita quis divulgar aos associados e à população “informação sobre medidas concretas” que estão a programar.

Nova unidade de otorrinolaringologia

O Montepio criou no 1º piso da instituição uma nova unidade de otorrinolaringologia com reforço na equipa de profissionais e com um espaço “mais confortável, mais acessível, mais moderno e também mais equipado”. “O serviço estava a funcionar num espaço alugado num edifício em frente ao Montepio sem as condições adequadas”, contou Francisco Rita, revelando que é uma mais-valia para a instituição, permitindo o “desenvolvimento de novas técnicas de intervenção e de cirurgia”.

Vai haver brevemente uma inauguração da nova unidade.

Quanto ao Condomínio Residencial do Montepio, foi aprovada em conselho geral uma alteração no que concerne ao condomínio no sentido de os custos serem repartidos entre o Montepio e os cerca de 40 proprietários. Logo que a pandemia permita os condóminos serão convocados para a assembleias de condomínio, onde será apresentado o valor a pagar.  

Já foi concretizado o novo sistema de distribuição de medicamentos. 

Demissão de mais enfermeiros

Já foi noticiado pelo JORNAL DAS CALDAS a demissão do diretor clínico, Luís Silva Val-Flores, Joana Louro, Ana Filipa Rodrigues e Diogo Silva, que asseguravam o internamento na Casa de Saúde, e Diana Marques (médica do Montepio na Casa e no lar). Também saíram um total de 12 enfermeiros (de um total de 22) alegando “desconhecimento de projeto para o Montepio”.

Francisco Rita voltou a referir que os enfermeiros saíram para o Serviço Nacional de Saúde porque “o vencimento é superior e o número de horas de trabalho inferiores”, adiantando que “para manter o pessoal de enfermagem reduzimos o horário de trabalho para as 35 horas e já aumentámos os vencimentos de forma a fixar e motivar os profissionais”. “Não podemos apresentar valores de vencimento que sejam astronómicos porque mesmo assim já é um grande sacrifício. Calculando os custos com pessoal rondará cerca de 70 mil euros de aumentos salariais para o ano de 2022”, revelou. 

O Montepio está a recrutar enfermeiros e em janeiro vão entrar três profissionais. 

Quanto a médicos, além do novo diretor clínico, António Martins, cirurgião, de 67 anos, entraram dois novos internistas. Para o lar e Condomínio Residencial do Montepio irá iniciar funções a médica Sheila Ramos, especialista em medicina geriátrica.

Parceria com o CHO

O responsável disse que o Centro Hospitalar do Oeste pediu apoio no serviço de atendimento e internamento de doentes, mas que só poderá fazer a parceria quando o Montepio tiver mais profissionais de saúde, nomeadamente novos enfermeiros.

Francisco Rita revelou ainda que não realizaram a assembleia consultiva com os sócios para discutir o futuro do novo edifício do Montepio, como prometido, porque ainda não têm informação concreta sobre os financiamentos no âmbito do PRR ou do Portugal 2030.

monepio 2022 2
Parque de Estacionamento do Montepio aberto 24 horas por dia

Últimas Notícias

Funcionária acusada de desviar dinheiro de taxas moderadoras

O Ministério Público deduziu acusação contra uma mulher que exerceu funções no serviço de atendimento complementar da Nazaré, pertencente ao Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Oeste Norte, e que nesse âmbito está indiciada da prática de crimes de peculato e de recebimento indevido de vantagem.

Radiocomunicações de barcos fiscalizadas

A Autoridade Nacional de Comunicações (ANACOM) levou a cabo no último trimestre de 2021 um conjunto de ações de fiscalização com a Polícia Marítima, numa zona compreendida entre os portos de Caminha e Peniche.

Uma semana com mais 5 mortes e mais 1172 casos ativos no Oeste

Os dados divulgados até à noite de 10 de fevereiro davam conta que no total, desde o início da pandemia, foram registados 831 óbitos (mais 5 em relação à semana passada) na região Oeste associados à Covid-19. O concelho de Torres Vedras era onde se verificava o maior número de falecimentos, que ascendem a 197 […]