emissão em direto

Reunião de emergência sobre a Lagoa de Óbidos

As câmaras municipais das Caldas da Rainha e de Óbidos querem criar um grupo de trabalho para estudar hipóteses de viabilidade de regularização definitiva da ligação da “aberta”.

As câmaras municipais das Caldas da Rainha e de Óbidos querem criar um grupo de trabalho para estudar hipóteses de viabilidade de regularização definitiva da ligação da “aberta”.

Os dois presidentes destas autarquias, Filipe Daniel e Vítor Marques, promoveram uma reunião com várias entidades, a 15 de fevereiro, em Óbidos, com o objetivo de equacionar soluções que resolvam “de forma definitiva e tão célere quanto possível, os principais problemas da Lagoa de Óbidos”.

Nomeadamente, a forma como a ligação entre este ecossistema e o mar se deve manter sempre aberta, o assoreamento e as condicionantes da atividade económica da apanha de bivalves.

Segundo Filipe Daniel, desta reunião saiu a viabilização de uma “verba para a eventual abertura mecânica da ‘aberta’, a criação de um grupo de trabalho para estudar hipóteses de viabilidade da sua regularização definitiva e ainda o estudo e monitorização de espécies de interesse piscícola, espécies em risco e avaliação da flora e pradarias marinhas existentes na Lagoa”.

O autarca referiu que “foi uma reunião bastante participada, com pontos de vista particulares, mas, acima de tudo, com um objetivo claro de preservação de um bem maior, a Lagoa de Óbidos e daqueles que dela dependem para viver e fruir”.

Neste encontro estiveram também dirigentes e técnicos da Direção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos, em representação da Secretaria de Estado das Pescas, da Agência Portuguesa do Ambiente, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera e do Laboratório Nacional de Engenharia Civil, para além das Juntas de Freguesia do Vau e Santa Maria, São Pedro e Sobral da Lagoa, da Foz do Arelho e do Nadadouro e a Associação de Pescadores e Mariscadores da Lagoa de Óbidos.

Últimas Notícias

EB de St.º Onofre convida população a participar numa Flash Mob

No âmbito das comemorações dos 30 anos da EB de St.º Onofre do Agrupamento de Escolas Raul Proença, vai ser realizada uma iniciativa de mobilização pela turma H do 5.º ano, no âmbito de um projeto interdisciplinar envolvendo as disciplinas de Cidadania e Desenvolvimento, Inglês, Educação Musical e Educação Física.

Bombeiros não querem ser associados a elemento participante em “reality show”

Os Bombeiros Voluntários do Bombarral emitiram um comunicado, assinado pelo comandante, Pedro Lourenço, e pelo presidente da associação humanitária, Vítor Garcia, em que repudiam ser associados a atitudes por parte de um dos seus elementos, Tiago Rodrigues, que esteve a participar no programa “Era uma vez na Quinta”, transmitido na SIC.