emissão em direto

próximo programa

Ver programação completa

Câmara quer Casa dos Seixos a servir a comunidade da Amoreira

As obras de reabilitação da Casa dos Seixos, na Amoreira, em Óbidos, orçadas em 486 mil euros, deverão estar concluídas dentro de nove meses. A garantia foi dada pelo adjudicatário da obra, Filipe Marques, na cerimónia de assinatura do auto de consignação que decorreu no passado dia 6. Este edifício servirá de instalações para a Junta de Freguesia da Amoreira, assim como de espaço de ativação comunitária.

Para o presidente da Câmara Municipal de Óbidos, Humberto Marques, pretende ser “um espaço que congregue e que crie comunidade”, sublinhando a ideia de “um espaço que procura criar verdadeiras oportunidades, ampliando aquilo que temos feito com o Espaço Ó e que já vai com mais de uma centena de empregos criados”. “Procura-se também que seja um edifício para os serviços que a Junta de Freguesia presta”, indicou, criticando que “o Partido Socialista, na Câmara, tenha votado contra esta obra”.

A presidente da Junta de Freguesia da Amoreira, Vanessa Rolim, destacou que “esta é uma obra muito importante para a Amoreira, não só porque temos parcas instalações em termos de Junta de Freguesia, mas também porque queremos construir aqui um polo em termos de desenvolvimento do território”.

Segundo a memória descritiva da obra, a intervenção que se pretende realizar baseia-se “nos princípios da intervenção mínima”, de modo a preservar e recuperar “os valores estéticos, históricos, arquitetónicos e urbanísticos”, optando-se “pela reabilitação do existente e pela reconstrução dos elementos irrecuperáveis ou em falta”.

Últimas Notícias

Equipa do Acrotramp vence Scalabis Cup

Decorreu nos dias 8, 9 e 10 de julho, a Scalabis Cup, competição Internacional de ginástica, no Pavilhão Desportivo Municipal de Santarém, reunindo cerca de 500 ginastas em representação de vários países. O Acrotramp Clube de Caldas esteve representado nesta competição com seis ginastas seniores de 1ª divisão e elite (três em duplo minitrampolim e três em tumbling).

Caldas da Rainha esteve em alerta mas DGS corrigiu números

A Direção-Geral da Saúde procedeu na passada segunda-feira a uma correção da incidência cumulativa a 14 dias por 100 mil habitantes nas Caldas da Rainha, para o período de 24 de junho a 7 de julho, o que retirou o concelho do estado de alerta em que havia sido colocado indevidamente por resolução do Conselho de Ministros na quinta-feira anterior.